Talibã diz que cercou única região que resiste à invasão

Grupo de resistência se organizou no Vale de Panjshir e não está disposto a ceder aos extremistas
-Publicidade-
Por ser cercado de montanhas, o Vale do Panjshir é uma região de difícil acesso | Foto: Reprodução/CNN
Por ser cercado de montanhas, o Vale do Panjshir é uma região de difícil acesso | Foto: Reprodução/CNN

O Talibã informou nesta segunda-feira, 23, que cercou o Vale de Panjshir, a única das 34 províncias do Afeganistão que ainda resiste à tomada de poder. Os extremistas dizem preferir negociar a combater a resistência que se formou na região. Além disso, eles também disseram que reconquistaram áreas na província de Baghlan que tinham sido tomadas por milícias.

Leia mais: “Afeganistão: tiroteio no Aeroporto de Cabul mata um e deixa feridos”

O Vale de Panjshir é conhecido como a região antitalibã. A entrada principal é um desfiladeiro estreito, que dificulta a invasão por forças externas. Nem os soviéticos na década de 1980 nem os talibãs na década de 1990 conseguiram conquistar o vale. O lugar tem abrigado a Frente Nacional de Resistência, liderada por Ahmad Massoud, filho do comandante falecido Ahmad Shah Masud, e por Amrullah Saleh, primeiro vice-presidente afegão, que diz ser o legítimo presidente interino do país.

-Publicidade-

Leia também: “Talibã ameaça EUA se tropas ficarem por mais tempo: ‘Haverá consequências’”

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro