Um fato vergonhoso para o Brasil

Dagomir Marquezi explica essa história em artigo publicado na Revista Oeste
-Publicidade-
Maglev de Xangai; exemplo de transporte mencionado por Dagomir Marquezi | Foto: Reprodução/Wikipédia
Maglev de Xangai; exemplo de transporte mencionado por Dagomir Marquezi | Foto: Reprodução/Wikipédia | maglev de xangai x fato vergonhoso para o brasil - dagomir marquezi

Dagomir Marquezi explica essa história em artigo publicado na Revista Oeste

maglev de xangai x fato vergonhoso para o brasil - dagomir marquezi
Maglev de Xangai; exemplo de transporte mencionado por Dagomir Marquezi | Foto: Reprodução/Wikipédia

O fato de ônibus ser o único meio de transporte muitas vezes disponível para interligar aeroportos e centros de suas metrópoles é “vergonhoso para o Brasil”, define o jornalista e escritor Dagomir Marquezi. Em artigo publicado na Edição 37 da Revista Oeste, ele aborda que em outros lugares do mundo a tecnologia está bem mais avançada. É o caso, por exemplo, do maglev presente em Xangai, maior cidade da China.

-Publicidade-

Leia mais: “A era da ‘pandemia de conformismo’”

“O maglev tira seu nome do princípio da levitação magnética. Ele não roda nos trilhos, mas flutua (como o Hyperloop). O único atrito em seu deslocamento é com o ar. O maglev de Xangai (conhecido como Transrapid) viaja a 430 quilômetros por hora, cobrindo a distância de 30,5 quilômetros em 7 minutos”, informa Marquezi. “É atualmente o trem mais rápido em operação no mundo”, prossegue o colaborador da Revista Oeste.

O maglev de Xangai não é o único exemplo mencionado pelo colunista. A partir de pesquisas, Marquezi apresenta informações a respeito de projetos que até outro dia pareciam temas possíveis somente em mirabolantes histórias de ficção científica. Os casos são contatos um a um no artigo “O carro que voa e o trem que flutua”.

https://revistaoeste.com/o-carro-que-voa-e-o-trem-que-flutua/

Revista Oeste

A Edição 37 da Revista Oeste aproveita para ir além do artigo produzido por Dagomir Marquezi e, assim, acelera em direção a outros assuntos. A publicação apresenta reportagens especiais sobre educação e institutos de pesquisa. Há, ainda, conteúdos assinados por Augusto Nunes, Selma Santa Cruz, Ana Paula Henkel, Guilherme Fiuza, Rodrigo Constantino, Bruno Garschagen e Ubiratan Jorge Iorio.

Startup de jornalismo 100% on-line, a Revista Oeste defende o liberalismo econômico e é diretamente financiado pelo público leitor. Para fazer parte da comunidade de assinantes da publicação digital, basta clicar aqui, escolher o plano que melhor lhe atenda e seguir os passos indicados. Pronto! Você estará pronto para ir “direto ao ponto” do que realmente importa na imprensa brasileira.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários

  1. A verdade é que nós, brasileiros, fomos incentivados à respondermos por commodities e a Cultura no cenário mundial; assim funciona nossa Instrução e Educação proporcionada pelo MEC
    Conseguiram, os estrangeiros, colocar essa ideia e meta em nosso pessoal mais limitado, i.e., os que procuram à política, as artes e os cursos universitários mais singelos.
    A partir daí, Anita, Fernanda Montenegro, Chico, Caetano, Bonner, Xuxa, … entendem mais do que os engenheiros agrônomos, médicos, empresários e empreendedores na produção de bens concretos e úteis à sociedade.
    Somos o país mais rico em recursos naturais, um dos mais extensos territorialmente e com quantidade de habitantes ideal para o exercício de todas atividades a nós necessárias, e por que somos tão subdesenvolvidos?
    A resposta é simples: PT, PSOL, Rede, PCdoB, PSDB, PSD, …, Globo, Estadão, Folha, …, Academias, sindicatos, MEC, …, tudo que compõem a esquerda caviar do baixo Leblon, praia de Ipanema, UFRJ, USP, …
    Com tudo que possuímos, estamos sendo controlados a nos limitar ser coadjuvantes!
    Esquerda e miséria Nacional, tudo a ver!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro