União Europeia acusa Rússia de chantagem depois de corte de gás

Estatal Gazprom suspendeu o fornecimento para Bulgária e Polônia em razão da ausência de pagamento em rublos
-Publicidade-
Rússia começa a cumprir ameaças sobre fornecimento de gás em meio à guerra
Rússia começa a cumprir ameaças sobre fornecimento de gás em meio à guerra | Foto: Robin Drayton/Wikipedia

A União Europeia se manifestou com contundência nesta quarta-feira, 27, depois do anúncio de que a Rússia cortaria o fornecimento de gás para Polônia e Bulgária. Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, afirmou que a medida representa uma chantagem contra o bloco de países do continente.

A companhia estatal de gás russa Gazprom suspendeu completamente o fornecimento de gás para a Bulgaraz (Bulgária) e a PGNiG (Polônia) em razão da ausência de pagamento em rublos, uma exigência recente do governo da Rússia.

A medida é considerada uma retaliação ao bloco, devido às sanções do Ocidente contra a Rússia, em meio ao conflito em andamento na Ucrânia.

-Publicidade-

“O anúncio da Gazprom é outra tentativa da Rússia de nos chantagear com gás”, afirmou Ursula von der Leyen, em comunicado em nome da União Europeia nesta quarta-feira.

“Estamos preparados para este cenário. Estamos mapeando a nossa resposta coordenada da União Europeia. Os europeus podem confiar que estamos unidos e solidários com os membros afetados.”

Polônia e Bulgária também se posicionaram sobre a crise, manifestando que a suspensão significa uma quebra do contrato da Gazprom com as companhias de gás locais. Já o presidente polonês, Andrzej Duda, anunciou que vai tomar medidas legais contra o corte.

Em contato com a imprensa russa nesta quarta-feira, o porta-voz do governo russo, Dmitry Peskov, afirmou que “vários países” já aceitaram a obrigação de pagamento em rublos, sem especificar quais estão nessa lista.

A Rússia informou também que todos os parceiros comerciais foram notificados mais uma vez sobre as novas condições, afirmou Peskov.

Atualmente, a Rússia é a maior exportadora mundial de gás natural liquefeito e responde por 45% das exportações para a União Europeia, com fornecimento significativo para países como Alemanha, por exemplo. Os russos lideram o comércio global nesse nicho, acompanhados de Catar e Irã.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Não é chantagem.
    Putin já dissera que sem pagamento em rublos em contas abertas em bancos russos, sem gás.
    Retaliação? Óbvio q é.
    A Ucrânia foi invadida pq ela se rendeu ao comunoglobalismo, aos grupos Azov, aos laboratórios biológicos, às negociatas do partido demoniocrata americano e à velha corja europeia q tomou a liberdade e prosperidade do mundo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.