União Europeia propõe proibição ao petróleo russo

Proposta apresentada nesta quarta-feira, 4, prevê suspensão gradual das importações até o final de 2022
-Publicidade-
Ursula von der Leyen fala em esforço do bloco em retaliação à Rússia
Ursula von der Leyen fala em esforço do bloco em retaliação à Rússia | Foto: Reprodução/Twitter

Em pronunciamento nesta quarta-feira, 4, a presidente da Comissão Europeia, a alemã Ursula von der Leyen, apresentou o plano de proibição total ao petróleo russo. A medida, em retaliação à invasão da Rússia à Ucrânia, deve passar por aprovação dos 27 membros do bloco.

Segundo Ursula von der Leyen, todas as importações de petróleo cru russo serão encerradas em seis meses, enquanto aquelas envolvendo produtos refinados vão acabar até o fim de 2022. A intenção é reduzir a dependência energética em relação aos russos e, ao mesmo tempo, atingir a economia do país.

“Sejamos claros: não será fácil. Mas nós simplesmente temos que trabalhar nisso. Garantiremos a eliminação gradual do petróleo russo de forma ordenada. Vamos maximizar a pressão sobre a Rússia, minimizando o impacto nas nossas economias”, afirmou a presidente da Comissão Europeia.

-Publicidade-

A política da União Europeia argumentou que a decisão vai exigir que o bloco invista em soluções alternativas e também reforce as medidas de apoio aos ucranianos no conflito com os russos.

“Queremos que a Ucrânia ganhe esta guerra. No entanto, muito tem que ser reconstruído. É por isso que estou propondo começar a trabalhar em um pacote de recuperação ambicioso para nossos amigos ucranianos. Este pacote deve trazer investimentos maciços para atender às necessidades e às reformas necessárias.”

A proposta de proibição às importações de petróleo russo faz parte do sexto pacote de sanções da União Europeia ao país do presidente Vladimir Putin. A expectativa é que os membros do bloco debatam os detalhes das novas medidas até o final de semana.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.