Uruguai prorroga restrições e suspende aulas até o fim de abril

Festas, shows e eventos sociais também estão proibidos, anuncia o presidente Luis Lacalle Pou; país vive seu pior momento na pandemia
-Publicidade-
O presidente do Uruguai, Luis Lacaelle Pou, prorrogou as medidas de restrição em função da pandemia de covid-19
O presidente do Uruguai, Luis Lacaelle Pou, prorrogou as medidas de restrição em função da pandemia de covid-19 | Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, anunciou na quarta-feira 7 a prorrogação das atuais medidas restritivas adotadas para conter a disseminação do coronavírus no país. Entre elas, estão a suspensão das aulas presenciais e de shows públicos. As restrições haviam sido determinadas no dia 23 de março e, em princípio, durariam até 12 de abril — agora vão até o dia 30, pelo menos.

O anúncio foi feito pelo presidente uruguaio em entrevista coletiva na sede do governo, em Montevidéu, após uma reunião com especialistas do comitê de saúde.

-Publicidade-

Leia também: “Presidente do Uruguai visita Bolsonaro e fala em flexibilizar o Mercosul”

O pacote de medidas adotado pelo governo prevê o fechamento de todos os órgãos públicos, com exceção dos serviços essenciais, e também de academias e free-shops na fronteira. Festas, shows e eventos sociais estão proibidos. Lacalle Pou afirmou que o objetivo é “proteger o país no mês de abril” e que não se trata de “um capricho”.

Leia mais: “Reabertura de escolas não aumentou casos nem mortes relacionados à covid-19”

“Se tudo correr bem, imaginamos que por volta do final do mês poderemos começar a ver as consequências do plano de vacinação”, disse o presidente. Até o momento, cerca de 20% dos uruguaios já foram vacinados ao menos com a primeira dose de imunizantes contra a covid-19. O país conta com duas vacinas: Pfizer/BioNTech e CoronaVac.

O Uruguai vive seu pior momento da pandemia, com um recorde de 3.935 infecções e 40 mortes nas últimas 24 horas.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.