Vacina da Johnson é eficaz contra variante sul-africana

A dose única do imunizante também oferece alta proteção no enfrentamento aos casos graves da covid-19, garante a 'Anvisa' dos EUA
-Publicidade-
Produto usa a tecnologia de vetor viral
Produto usa a tecnologia de vetor viral | Foto: Saulo Ângelo/Estadão Conteúdo

A “Anvisa” dos Estados Unidos informou nesta quarta-feira, 24, que a vacina contra a covid-19 desenvolvida pela farmacêutica Johnson & Johnson tem eficácia de 72% contra a variante sul-africana do coronavírus. Além disso, a dose única do imunizante oferece alta proteção no enfrentamento aos casos graves da doença provocada pelo patógeno, segundo a agência reguladora. Outra vantagem é que o produto reduz a transmissão do vírus chinês. Em relação às formas graves da enfermidade, o antígeno demonstrou 86% de eficácia em território norte-americano. Até o momento, é o imunizante com o melhor desempenho na luta contra a nova cepa.

-Publicidade-

Conforma a Anvisa estrangeira, a vacina usa a tecnologia de vetor viral e é a única em etapa avançada de testes com apenas uma dose. Mais de 44 mil pessoas nos EUA, América Latina e África do Sul participaram da fase clínica. Entre os latinos, além do Brasil, os ensaios foram realizados na Argentina, no Chile, na Colômbia, no México e no Peru. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), 7,5 mil brasileiros são voluntários. Aqui, a Johnson ainda não entrou com o pedido de uso emergencial ou de registro na Anvisa. Nos EUA, a empresa pediu o uso emergencial no último dia 4 e deve obter a certificação em breve.

Leia também: “A supervacina”, reportagem publicada na edição 39 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.