-Publicidade-

Vacina russa: México autoriza uso emergencial

Estudos preliminares mostram que a Sputnik V tem 91,6% de eficácia
Governo já assinou o contrato de compra da vacina russa
Governo já assinou o contrato de compra da vacina russa | Foto: Luis Lima/Estadão Conteúdo

Na terça-feira 2, a “Anvisa” do México autorizou o uso emergencial da Sputnik V, imunizante russo contra a covid-19. Conforme noticiou Oeste, estudos preliminares mostraram que a vacina tem 91,6% de eficácia no enfrentamento do coronavírus. De acordo com o subsecretário de Saúde do país, Hugo López Gatell, 400 mil doses do produto chegarão “em poucos dias”.

Isso porque o governo já assinou o contrato de compra da vacina russa, que prevê a aquisição de 24 milhões de unidades. O México foi o primeiro país latino-americano a aplicar a vacina contra a covid-19, em 24 de dezembro, seguido, no mesmo dia, pelo Chile e pela Costa Rica. A agência reguladora mexicana já deu sinal verde aos imunizantes da Pfizer e da Oxford.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês