Revista Oeste - Eleições 2022

Xangai anuncia suspensão do lockdown em 1º de junho

Principal centro financeiro da China ensaia retomada de atividade econômica depois de meses de restrições à população
-Publicidade-
Xangai impôs bloqueios rigorosos à população por dois meses
Xangai impôs bloqueios rigorosos à população por dois meses | Graeme Kennedy/Shuttestock

As autoridades de Xangai anunciaram nesta segunda-feira, 30, que vão suspender as diretrizes de lockdown referentes à crise do covid-19 a partir de meia-noite da próxima quarta, 1º de junho. Segundo o governo local, as reduções nos índices de contaminações dos últimos dias permitem o abrandamento da política de contenção da pandemia.

A partir de quarta-feira, os carros particulares vão poder voltar às ruas, e o transporte rodoviário, ferroviário e embarcações no Rio Huangpu também vão retomar as operações básicas. Também vai ser permitido o trânsito de pessoas em conjuntos habitacionais considerados de baixo risco.

O comunicado do governo municipal chegou à população por meio do aplicativo de mensagens WeChat. Apesar da retomada de circulação, os cidadãos de Xangai ainda devem continuar usando máscaras, e as autoridades desencorajam qualquer tipo de aglomeração.

-Publicidade-

Xangai impôs um lockdown a seus 25 milhões de habitantes em 1º de abril para combater a disseminação da covid-19, exigindo medidas duras que causaram indignação pública generalizada, em razão de centros de quarentena, dificuldades de acesso a alimentos e perda de renda.

Principal centro financeiro da China, Xangai enfrentou um declínio acentuado da atividade econômica no último mês. Os bloqueios rigorosos acabaram afetando diversos setores, como indústria, varejo e o segmento imobiliário.

A expectativa é que as autoridades chineses anunciem nos próximos dias outras medidas para estimular a produção industrial e o varejo, com a intenção de aliviar os prejuízos das paralisações das últimas semanas.

Leia também: A insanidade da ‘covid zero’ na China, reportagem de Cristyan Costa na Edição 112 da Revista Oeste.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.