Zelensky compara Rússia com Lord Voldemort, vilão de ‘Harry Potter’

Presidente ucraniano lançou a provocação em videoconferência com estudantes canadenses durante fase decisiva para entrada na União Europeia
-Publicidade-
Lord Voldemort, o vilão da saga 'Harry Potter'
Lord Voldemort, o vilão da saga 'Harry Potter' | | Foto: Reprodução/Warner Bros

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse, nesta quarta-feira, 22, que a Rússia se compara ao vilão fictício Lord Voldemort, da série de livros e filmes Harry Potter. A provocação aconteceu um dia antes da reunião na qual o governo ucraniano deverá dar mais um passo em direção ao parecer favorável para se juntar à União Europeia.

O comentário de Volodymyr Zelensky aconteceu durante videoconferência, enquanto respondia a algumas perguntas de estudantes da Escola Munk de Assuntos Globais e Políticas Públicas, da Universidade de Toronto, no Canadá. Quando questionado por um aluno sobre as comparações que costuma receber, como ao líder britânico da Segunda Guerra Mundial Winston Churchill e ao personagem Harry Potter, o presidente aproveitou para atacar a Rússia de maneira “descontraída”.

“Obrigado por essas comparações gentis. Harry Potter é melhor que Voldemort, e sabemos quem Voldemort é nessa guerra, e quem é Harry Potter, então sabemos como a guerra irá terminar”, afirmou Volodymyr Zelensky, com um sorriso estampado no rosto.

-Publicidade-

Além da provocação, Zelensky aproveitou para exaltar os ucranianos, ao ser perguntado sobre quais eram seus exemplos a ser seguidos. “O povo da Ucrânia… e há muitos deles”, disse o presidente. “Um fazendeiro ucraniano comum que levou seu trator e fechou uma estrada para os tanques russos, uma mulher comum que tenha saído e impedido o avanço de veículos blindados com suas próprias mãos… Essas são as pessoas que eu admiro.”

Anexação à UE

A Ucrânia está cada vez mais próxima de se tornar membro integrante da União Europeia, o bloco de países da Europa que compartilham regras políticas, econômicas e sociais. Na terça-feira 21, o ministro francês de Assuntos Europeus, Clément Beaune, informou que “houve um consenso total para avançar com esse reconhecimento o mais rápido possível.”

Acompanhado pelo francês, o ministro de Relações Exteriores de Luxemburgo, um dos 27 países pertencentes à UE, também comentou sobre a anexação da Ucrânia ao bloco: “Estamos trabalhando para dizer a Putin que a Ucrânia pertence à Europa, que também defenderemos os valores que a Ucrânia defende”.

No dia 17 de junho, o bloco continental emitiu um parecer favorável para aceitar os ucranianos na entidade, oferecendo ao país o “status de candidato”. O ingresso é considerado estratégico para o enfrentamento da guerra com a Rússia, que já dura quase quatro meses.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.