18 prefeitos contrariam Doria e não fecham comércio

Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos, São Vicente, Cotia e Mogi das Cruzes estão entre as cidades
-Publicidade-

Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos, São Vicente, Cotia e Mogi das Cruzes estão entre as cidades

Governador de São Paulo, João Doria | Foto: Nilton Fukuda/Estadão Conteúdo

Em São Paulo, ao menos dezoito prefeitos decidiram não seguir a determinação do governo Doria de proibir atividades consideras não essenciais, como shoppings e restaurantes.

-Publicidade-

Um decreto estadual colocou todas as cidades na fase vermelha do plano de enfrentamento à covid-19 de 25 a 27 de dezembro e de 1º a 3 de janeiro de 2021.

Leia mais: “Doria pede desculpas por viajar para Miami”

No período do Natal, estas prefeituras manterão os municípios na fase amarela, a qual permite a abertura de bares, restaurantes, academias, salões de beleza e do comércio.

Segundo levantamento do portal G1, entre as cidades que não aderiram à determinação estadual estão duas da grande São Paulo: Mogi das Cruzes e Cotia.

No litoral paulista, Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos, São Vicente, São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba estão entre as que não retrocederam no plano.

Já no período do Ano Novo, cidades litorâneas vão restringir o acesso às praias para evitar aglomerações.

À rádio CBN, o secretário de Desenvolvimento Regional do Estado, Marco Vinholi, disse que os municípios que não seguirem as regras serão notificados e as irregularidades encaminhadas para o Ministério Público para que tome as providências cabíveis.

O governo paulista informou que a fiscalização de estabelecimentos comerciais, assim como de praias e demais espaços turísticos municipais, é de responsabilidade das prefeituras.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

18 comentários

      1. TODOS os prefeitos deveriam seguir o exemplo desses 18.
        Na fase VERMELHA, está o estado de SP desde que o calça atochada enganou a população e foi empossado no governo.
        2022 Weintraub vem aí!!

      2. Esse Dória é uma excrescência, os prefeitos fazem muito bem em não respeita-lo.

    1. Com certeza vão ser penalizados. Vão ser cortadas verbas, isso se o ditador não mandar prende-los , tudo com a conivência vê o apoio total do STFm Esse país está uma vergonha. Tá dando nojo

  1. O povo de Búzios deu a dica. População deve se reunir e não cumprir ordens absurdas. Mesmo que STF mandar fechar o povo deve fazer valer sua vontade.

    1. Todos os outros prefeitos de São Paulo podem e DEVEM seguir o exemplo destes. Principalmente o COVEIRO, pois foi reeleito para aumentar seu próprio salário tirando o dinheiro dos idosos acima de 60 de ir ao médico sem pagar o ônibus! Será que consegue dormir com tamanha crueldade?

      1. Consegue dormir sim, esse tipo de pessoa ele e o ditadoria não respeita ninguém!

  2. Não se cumpre ordens ilegais e arbitrárias. A população não pode aceitar mais um trancamento. Que mais prefeitos do estado de SP adotem a mesma postura.

  3. O povo paulista deve mostrar a esse ditadorzinho auto-entitulado dono da verdade e da ciência que decisão abusiva e absurda não se cumpre.
    Ao STF daremos nosso reconhecimento e responsabilidade pelas 200.000 mortes, teríamos tido menor número se os supremos não tivessem excluído por divergência ideológica o protagonismo do governo federal.
    Agora que a Nitazoxanida vai ganhando a comprovação da ciência, aguardaremos a palavra dos SUPREMOS juízes!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site