Auxílio emergencial equivale a mais de 13 anos de Bolsa Família, diz ministro

João Roma afirmou que o governo trabalha pela aprovação da PEC dos Precatórios para garantir recursos para viabilizar o Auxílio Brasil
-Publicidade-
Ministro da Cidadania, João Roma | Fonte: Agência Câmara
Ministro da Cidadania, João Roma | Fonte: Agência Câmara

O ministro da Cidadania, João Roma, afirmou nesta terça-feira, 21, que, no ano passado, o governo federal liberou R$ 295 bilhões para pagamentos do auxílio emergencial, o que corresponde a mais de 13 anos de repasses do Bolsa Família.

Em 2020, foram 68 milhões de brasileiros beneficiados e, neste ano, 39 milhões de cidadãos já receberam o auxílio, o que representa um investimento, até agora, de R$ 35 milhões.

Leia mais: “Na CPI da Covid, Wagner Rosário e Simone Tebet batem boca”

-Publicidade-

Fraudes

João Roma destacou o aprimoramento dos mecanismos para a liberação de recursos e afirmou que, até o momento, o governo já analisou cerca de 85% dos pagamentos identificados em 2020 como suspeitos pela Controladoria-Geral da União (CGU) e que 99,9% estão de acordo com a legislação.

“Buscamos, para cada pessoa, identificar se ela não tem renda acima de meio salário mínimo e se a renda familiar não excede a três salários mínimos. E isso tem sido feito mês a mês, com o cruzamento de mais 34 diferentes fontes de dados”, disse o ministro em comissão da Câmara dos Deputados.

Auxílio Brasil

O ministro disse que o governo trabalha pela aprovação da PEC dos Precatórios como meio de garantir recursos extras e de viabilizar o Auxílio Brasil, que vai substituir o Bolsa Família.

Segundo João Roma, a ideia é incluir no novo programa de distribuição de renda os 14,6 milhões de cadastrados no Bolsa Família e os 25 milhões que foram identificados como vulneráveis durante a pandemia.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.