A ‘peruca loira’ de R$ 180 bilhões de Rodrigo Maia

Plano Mansueto reacende uma crítica entre governistas. Eles afirmam que o presidente da Câmara furta ideias do governo para apresentá-las como salvadoras
-Publicidade-
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Plano Mansueto reacende uma crítica debochada entre governistas. Eles ironizam que o presidente da Câmara se apropria de ideias do governo para apresentá-las em textos modificados como se fossem de autoria da Casa

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
-Publicidade-

As modificações generosas que beneficiaram os estados e municípios no parecer final apresentado ao Projeto de Lei Complementar (PLP) 149/19, o chamado Plano Mansueto, reacenderam críticas por parte do governo ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Uma delas é de que ele se apropria de ideias do governo e as apresenta como se fosse uma proposta construída unicamente pela Casa.

Em conversas mais reservadas, os mais debochados do governo comparam, em tom irônico, as costuras traçadas por Maia como uma peruca. E não é uma qualquer. Uma peruca loira. A brincadeira pegou e os acontecimentos recentes reavivaram a crítica. “Ele fica pegando as ideias do governo e coloca uma ‘peruca loira’ para apresentá-las”, ironiza um integrante do governo, sob condição de anonimidade. “E as apresenta como se fossem dele”, diz outro.

O motivo do ‘loiro’ se justifica como a apresentação de propostas mais ‘palatáveis’, menos polêmicas e estruturantes para os parlamentares. No caso do Plano Mansueto, o substitutivo apresentado suprime a exigência de contrapartidas para que os estados possam obter benefícios como a suspensão do pagamento de suas dívidas. Além disso, o argumento é de que impacto fiscal seria de R$ 36 bilhões. A equipe econômica calcula, no entanto, que o volume chega a R$ 180 bilhões.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comments

  1. No final desse ano termina o mandato do Botafogo, não terá mais direito ao foro privilegiado, uma excrescência política e jurídica também, ainda no Brasil, aí seu processo descerá para a justiça comum, aí vamos ver o que a justiça vai fazer com ele, isso sim! O Brasil precisa ser passado à limpo mesmo! O eleitor Brasileiro é o único que pode mudar a política Brasileira, com o voto sério e responsável também! Chega! Basta de espertalhões na política mesmo!

  2. O congresso e governadores não estão interessados no que é melhor para o estado e sim no que é melhor para eles. Tudo gira em torno de se manter no poder. Os cargos deixaram de ser “públicos”, ou seja, voltados para o bem da sociedade, e viraram pessoal, voltados para o bem próprio.

  3. Com esse Presidente da Câmara e este Congresso não há país que sobreviva. A reforma política com voto distrital é fundamental para melhorar a qualidade dos nossos congressistas.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site