Aliado de Bolsonaro diz que agenda liberal continua e sonha com direita no poder por ’50, 100 anos’

Major Vitor Hugo, do PSL de Goiás, pede 'serenidade para que não se resolvam todos os problemas agora, e aí acabe o capital político do presidente'
-Publicidade-
Major Vitor Hugo, do PSL, afirmou que o governo mantém a pauta liberal na ordem do dia
Major Vitor Hugo, do PSL, afirmou que o governo mantém a pauta liberal na ordem do dia | Foto: Reprodução/YouTube

Aliado de Jair Bolsonaro, o deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO) afirmou nesta segunda-feira, 5, que a agenda liberal do atual governo continua, apesar das críticas recebidas pelo presidente pela aproximação com partidos do Centrão. 

O parlamentar foi entrevistado no programa Opinião no Ar, exibido nesta manhã pela RedeTV!. Silvio Navarro, editor-executivo de Oeste, e Rodrigo Constantino, colunista da Revista, participaram da entrevista. O programa também contou com a participação da jornalista Amanda Klein. O outro entrevistado do dia foi o deputado Marcel van Hattem (Novo-RS). 

-Publicidade-

Leia mais: “Van Hattem diz que Orçamento aprovado no Congresso é ‘bomba na mão’ de Paulo Guedes”

“A agenda liberal, na minha perspectiva, se mantém. O rumo do governo se mantém nesse sentido, mas é preciso que a gente tenha um cuidado muito grande para fazer com que esses avanços liberais sejam tomados em medidas com passos curtos e firmes para que não haja retrocesso”, afirmou Vitor Hugo. 

Leia mais: “‘Natural que relação seja recomposta’, avalia deputado Vitor Hugo sobre carta de Biden”

O deputado do PSL defendeu “serenidade” nas discussões sobre pautas como as reformas administrativa e tributária e pediu que o governo tenha uma preocupação “estratégica” para não fomentar o retorno do PT ao poder. “Nós precisamos fazer essas duas discussões com rapidez, mas também com muita serenidade para que não se resolvam todos os problemas agora, e aí acabe o capital político do presidente e do governo e, na sequência, o país [seja entregue] para um grupo como o PT, por exemplo”, disse. “Temos que fazer as coisas com visão política muito clara, com estratégia. Para que a gente tenha governos de direita por 50, 100 anos.”

Leia também: “Presidente do Banco Central diz estar ‘100% alinhado’ com Paulo Guedes”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.