Augusto Nunes, sobre Lula e Alckmin: ‘Mentiram antes ou agora?’

'Alckmin disse horrores a respeito do Lula na campanha de 2006. Lula disse que Alckmin era corrupto', lembrou Augusto
-Publicidade-
Augusto Nunes: 'Nas cidades do interior, quando alguém ultrapassa a fronteira do insulto, você rompe relações e não tem volta'
Augusto Nunes: 'Nas cidades do interior, quando alguém ultrapassa a fronteira do insulto, você rompe relações e não tem volta' | Foto: Reprodução/YouTube

O jantar de confraternização que reuniu grande parte da classe política de Brasília e indicou a possível formação de chapa entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (que deixou o PSDB) também foi tema para o comentarista Augusto Nunes, colunista da Revista Oeste, no programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, nesta segunda-feira, 20.

Assim como Guilherme Fiuza, que classificou o encontro como “um ajuntamento vergonhoso”, Augusto Nunes criticou a iminente união entre o petista e o agora ex-tucano.

“O Alckmin disse horrores a respeito do Lula na campanha de 2006. Lula disse que o Alckmin era corrupto”, lembrou Augusto. “Eles mentiram antes ou mentiram agora? Acho provável que os dois tenham falado a verdade, um sobre o outro”, completou. 

-Publicidade-

Ainda segundo Augusto Nunes, “nas cidades do interior, quando alguém ultrapassa a fronteira do insulto, você rompe relações e não tem volta”. “É grave”, afirmou.

“Quero saber quem pagou o jantar. Se eles usaram o nosso dinheiro ou se usaram o dinheiro que ganham em outras áreas, sabe-se lá como”, concluiu. 

Como noticiado por Oeste, durante um comício nas eleições de 2018, Alckmin afirmou: “Vejam a audácia dessa turma. Depois de ter quebrado o Brasil, Lula diz que quer voltar ao poder, ou seja, quer voltar à cena do crime”. E ainda completou: “Será que os petistas merecem uma nova oportunidade?”.

Em jantar promovido pelo grupo de advogados Prerrogativas — simpatizante declarado de Lula e do PT —, o ex-governador paulista esteve reunido com o petista e deu mais um passo na direção da construção de chapa que reúna os dois para a disputa das eleições do ano que vem. Lula seria o cabeça de chapa e teria Alckmin, seu antigo adversário, como vice.

A estratégia envolve a filiação de Alckmin ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), que indicaria o candidato a vice na chapa liderada por Lula. Outra hipótese é o ex-governador de São Paulo se filiar ao Solidariedade. Ele também é cobiçado pelo PSD, do ex-prefeito Gilberto Kassab — mas, neste caso, a ideia da legenda é a candidatura de Alckmin ao governo do Estado.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

10 comentários Ver comentários

  1. Fico imaginando as conversas durante o jantar:

    – A gente só aceita se ficar com 2 diretorias da Petrobras.
    – Não dá. A Petrobras é toda nossa. A gente já dividiu uma vez e não deu certo. Vocês ficam com Itaipu.
    – E por que não toda a Eletrobras?
    – A Eletrobras, quase toda, já foi prometida para os companheiros … Vocês podem ficar com Itaipu e com o Porto de Santos.
    – Só o Porto de Santos? É pouco. Acrescenta aí mais alguns portos e o ICMBIO.
    – Esse já é da companheira Verde, que está na seca há alguns anos.
    – Então a Infraestrutura.
    – Não posso prometer agora. Tenho que consultar o companheiro colorido. Nossa base por ali precisa de reforço.
    – E a Saúde?
    – Vai bem, obrigado. E vai melhorar. Vamos comprar “vacina” até pra dor de dente. Se interessar, podemos aprofundar isso aí.
    – Bem, vamos conversando. Isso aqui está ótimo. Quem vai pagar a conta?
    – Não pergunte, doutor. Apenas aprecie.
    – Hum, humm, hummm. Qué ótimo!

  2. SE MENTIRAM ANTES OU AGORA??? MEU CARO, MENTIRAM A VIDA TODA, E SE NÓS, POVO BURRO, NÃO DEFENESTRARMOS ESSA GENTE EM 2022, O FARÃO ATÉ MORRER!!!

  3. NÃO VAMOS NOS ENTREGAR PARA OS PARAGUAIOS. O VERDE AMARELO DA NOSSA BANDEIRA SAIRÁ VITORIOSA. O NORDESTE AGORA ESTÁ CONOSCO. PRIMEIRO TURNO E SAIMOS PARA A FESTA.

  4. Surreal! Já dá para ver a nossa imagem refletida no iceberg.

    Em todos os movimentos preparatórios eleitorais da esquerda, não se vê e não se fala no personagem que deveria ser o mais importante nessa história: o eleitor. Nem precisa! As urnas são infraudáveis e o sistema eleitoral é inquestionável. E para reforçar um poucos mais a “segurança”, a eleição de 2022 será comandada por ninguém menos que Alexandre de Moraes.

    Como já disse o Presidente Bolsonaro, não tiraram o corrupto da cadeia à toa.

    Mudaram a própria jurisprudência sobre a prisão após condenação em segunda instância para poder soltar o corrupto tri-condenado. Depois, anularam suas condenações para que ele voltasse a ser a alma mais honesta da galáxia, portanto, elegível. Ao mesmo tempo, assediaram acintosamente o Congresso para impedir que as eleições de 2022 sejam auditáveis voto a voto (e mentiram para a população dizendo que a PEC era uma coisa, sabendo que era outra coisa). Para garantir, engatilharam a presidência do TSE para o ministro que promete prisão perpétua para quem questionar o resultado da eleição.

    Mas, quem vai conter a reação popular diante da confirmação do impossível? As Forças Armadas? As Polícias Militares? O Moraes e sua facção da PF, certamente, não vão dar conta. Se essa variável não estiver bem equacionada até outubro de 2022, o próximo Verão tenderá a ser muito desagradável para quem andar de vermelho ou de preto. Calor, Sol,… essas coisas! Na minha opinião, nesse caso a cor da moda será o verde-oliva.

    Por fim, não me iludo. O Brasil já tomado de assalto. Esse jantar, na verdade, foi apenas uma prévia da divisão do butim em 2023.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.