Avança processo de ‘impeachment’ contra prefeito de Porto Alegre

Nelson Marchezan Júnior (PSDB) é alvo de comissão processante na capital gaúcha
-Publicidade-
Nelson Marchezan Júnior é o prefeito de Porto Alegre | Foto: DIVULGAÇÃO/PSDB
Nelson Marchezan Júnior é o prefeito de Porto Alegre | Foto: DIVULGAÇÃO/PSDB | prefeito de porto alegre - nelson marchezan júnior - psdb - processo de impeachment

Nelson Marchezan Júnior (PSDB) é alvo de comissão processante na capital gaúcha

prefeito de porto alegre - nelson marchezan júnior - psdb - processo de impeachment
Tucano Nelson Marchezan Júnior é o prefeito de Porto Alegre, mas relator de comissão defende que essa situação mude| Foto: DIVULGAÇÃO/PSDB

Nelson Machezan Júnior deve ser afastado de suas atividades como prefeito de Porto Alegre. É o que defende o relatório apresentado na última sexta-feira, 28, pela comissão formada na Câmara dos Vereadores da capital gaúcha para analisar o processo de impeachment do político do PSDB.

-Publicidade-

Leia mais: “Alvo de impeachment, prefeito tem gestão elogiada pelo PSDB”

O parecer favorável ao avanço do processo de cassação foi apresentado pelo relator da comissão processante, o vereador Alvoni Medina (Republicanos). De acordo com o parlamentar, o tucano deve ser punido por ter gasto parte do recurso do Fundo Municipal de Saúde em publicidade.

Ao ler o relatório contra Machezan Júnior, Medina reclamou da postura do prefeito. Isso porque o integrante do PSDB tentou barrar o processo de impeachment na Justiça. O prefeito chegou a falar em “inconstitucionalidade” dos trabalhos liderados por vereadores porto-alegrenses contra ele.

“Eventual cassação do mandato e dos direitos políticos do atual prefeito”

Medina lembrou que o prefeito pode, assim, perder o mandato e os direitos políticos. “Opina-se pela admissão e aceitação do conjunto da denúncia, especialmente no que toca à observância dos requisitos legais, o que confere aptidão a dar alicerce ao prosseguimento do processo de impeachment, de eventual cassação do mandato e dos direitos políticos do atual prefeito”, disse o vereador.

Próximo passo

Com a apresentação do relatório favorável ao impeachment, a situação de Nelson Machezan Júnior seguirá sob análise do Legislativo da capital gaúcha. O próximo passo será o julgamento do relatório no plenário da Câmara dos Vereadores. Se dois terços (24 parlamentares) votarem “sim”, o tucano será afastado do cargo.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.