-Publicidade-

Barroso defende voto pelo celular nas eleições de 2022

De acordo com presidente do TSE, sistema teria apenas de passar por teste de confiabilidade. Hoje e-Título não funcionou.
O presidente do TSE crê ser possível voto pelo celular em 2022, mas cidadãos não conseguiram sequer usar o e-Título nas eleições de 2020 | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O presidente do TSE crê ser possível voto pelo celular em 2022, mas cidadãos não conseguiram sequer usar o e-Título nas eleições de 2020 | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil | luís roberto barroso, tse, eleições 2022, dispositivos eletrônicos, e-título, celular,

De acordo com presidente do TSE, sistema teria apenas de passar por teste de confiabilidade. Hoje e-Título não funcionou

luís roberto barroso, tse, eleições 2022, dispositivos eletrônicos, e-título, celular,
O presidente do TSE crê ser possível voto pelo celular em 2022, mas cidadãos não conseguiram sequer usar o e-Título nas eleições de 2020 | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

No mesmo dia em que o e-Título — criado para substituir a versão em papel do título de eleitor e permitir a justificativa eletrônica de ausência nas eleições — deu pane e não funcionou e os site do Tribunal Superior Eleitoral  (TSE) e do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) também não suportaram a sobrecarga de acessos, o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso afirmou que a votação por dispositivos eletrônicos, como celular ou tablet, já será possível nas eleições de 2022.

“A aplicabilidade do novo modelo em 2022 vai depender da segurança que possamos ter com as alternativas oferecidas. Como disse, temos um teste tríplice: segurança, sigilo e eficiência”, defendeu Barroso. “Se algum dos modelos se mostrar confiável, eu imagino que sim, que já possamos implantar em 2022, mas provavelmente será uma implantação progressiva, não será num estalar de dedos em que se mude tudo.”

O TSE busca já há algum tempo um sistema que substituta as urnas eletrônicas que, apesar de seguras, são um equipamento caro, porque exigem constante substituição.

Atualmente, a cada eleição são utilizadas 500 mil urnas, que precisam ser trocadas a cada dois anos. O modelo que é usado hoje é o que foi implementado em 1996.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

10 comentários

  1. GENTE, o Barroso viu de pertinho nos EUA como “funciona” o sistema da SMARTMATIC. Tá zoando com a nossa face!!
    NÃO CONSEGUE IMPEDIR INVASÃO DE HACKERS NO DIA DA ELEIÇÃO E QUER FACILITAR O VOTO PARA O “PCC” CONTROLAR DE DENTRO DAS CADEIAS. É mole??

  2. Até quando vamos continuar sendo reféns de pessoas limitadas cujas únicas qualidades para estarem no STF é justamente suas limitações intelectuais e militâncias ativas e incondicionais às pautas de esquerda, de maneira que lhes permitem continuar sendo meros empregados dos partidos de esquerda e dos membros mais relevantes da esquerda internacional?

  3. Esse vigarista já está planejando o mesmo que está acontecendo nos Estado Unidos. Tem esse ataque hacker no STJ e bem lembrado e-título que deu um “bug” em cima da hora. Mas mesmo assim essa besta quadrada ainda insiste nessas merdhas de voto eletrônico, já não bastam essas urnas para lá de suspeitas.

  4. Os traficantes e milicianos irão adorar. Vão montar “juntas eleitorais” e os moradores serão obrigados a entregarem seus celulares desbloqueados para os chefões votarem. Ai de quem não fizer isto.

  5. Afinal, Barroso é o 1001 utilidades? O iluminado agora vai também LEGISLAR sobre o meio de votação adequado e mais barato (CELULAR)? Há algum problema com esse senhor, que, junto com os coleguinhas declaram INCONSTITUCIONAL o voto impresso, só porque não gostam dele e é muito caro. Que estranha preocupação desses senhores com as despesas públicas. Esqueceram dos 4 anos pagando auxilio moradia a juízes, procuradores e assemelhados através de liminar do ministro Fux, dos fartos e caros cardápios das cortes superiores, dos mais altos salários dos servidores públicos, dos privilégios como férias de 2 meses e outros.
    Até quando nosso Congresso vai aceitar essa ingerência e desobediência ao cumprimento da Lei do voto impresso e aceita passivamente os argumentos fúteis de inconstitucionalidade por “violação do sigilo e liberdade do voto”, que recentemente esses notáveis declararam?

  6. #Fim do voto obrigatório!
    #Voto impresso já!
    #lulu boca de veludo no paredão!
    #cabeça de ovo no paredão!
    #fachin no paredão!
    #não ao loquidaum!

  7. O povo não pode deixar isso acontecer, eles querem vencer a todo custo as eleições de 2022, pq sabem q o Nordeste não está mais com eles, o único jeito p eles é comprar os votos, desta forma fica muito mais fácil obrigar as pessoas a votorem em seus candidatos. Os coronéis do Nordeste vão deitar e rolar, o PCC em São paulo, as facções e milícias no Rio, norte e nordeste, vão garantir os votos q eles querem. O POVO NÃO PODE DEIXAR ISSO ACONTECER, a questão aqui não é ideológica entre direita e esquerda, trata-se de democracia, o povo deve escolher o seu governante através d eleições livres, não importa qual sua ideologia, a decisão deve ser respeitada, se Barroso implantar isso, quem vai vencer é o crime. Não podemos ser reféns d apenas um homem decidindo o destino do Brasil e passando por cima do povo, se ele tentar implantar isso, a nação deve ir as ruas e impedir este “crime” e pedir a prisão, não impachment mas a prisão desse traidor do povo brasileiro. O POVO DEVE IR AS RUAS E GARANTIR ELEIÇÕES LIMPAS!

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.