Barroso determina que Senado instaure ‘CPI da Covid’

Ministro destacou que a Constituição estabelece que as CPIs devem ser instaladas sempre que os três requisitos necessários forem preenchidos
-Publicidade-
Ministro do STF Luís Roberto Barroso | Foto: Nelson Jr./SCO/STF
Ministro do STF Luís Roberto Barroso | Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, determinou nesta quinta-feira, 8, que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), instaure a “CPI da Covid”, que quer apurar eventuais omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia.

A decisão atende a pedido formulado pelos senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Jorge Kajuru (Cidadania-GO), que questionam o fato de Pacheco demorar em avaliar o requerimento pela investigação, apresentado há 64 dias, no início de fevereiro.

-Publicidade-

Leia mais: “Com voto de Cármen Lúcia, STF forma maioria por proibição de missas e cultos”

Barroso destacou que a Constituição estabelece que as CPIs devem ser instaladas sempre que três requisitos forem preenchidos, o que já ocorreu. Segundo ele, não cabe possibilidade de omissão ou análise de conveniência política por parte da Presidência da Casa Legislativa.

O ministro justificou a concessão da liminar com urgência em razão do agravamento da crise sanitária no país que está “em seu pior momento, batendo lamentáveis recordes de mortes diárias e de casos de infecção”.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.