Câmara aprova urgência de projeto que abre caminho para privatizar Correios

Texto foi entregue pessoalmente pelo presidente Jair Bolsonaro ao presidente da Câmara, Arthur Lira, em 24 de fevereiro
-Publicidade-
Plenário da Câmara dos Deputados | Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Plenário da Câmara dos Deputados | Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Por 280 a 165, a Câmara dos Deputados aprovou regime de urgência para analisar um projeto do governo federal que autoriza a exploração dos serviços postais pela iniciativa privada, inclusive os que hoje são monopólio dos Correios. Na prática, o texto abre caminho para a privatização da estatal.

O projeto foi entregue pessoalmente pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), em 24 de fevereiro. Na semana passada, o governo incluiu a empresa no Plano Nacional de Desestatização por decreto, o que permite a contratação de estudos para privatizar a empresa.

Leia mais: “Gilmar Mendes suspende ações da Lava Jato contra Arthur Lira”

-Publicidade-

Com a urgência, a proposta será analisada diretamente no plenário da Casa, sem a necessidade de passar por comissões, e pode ser pautada por Lira a qualquer momento. Pela proposta, a União manterá para si os serviços mais básicos, como encomendas simples, cartas e telegramas, o chamado “serviço postal universal”.

O deputado Gil Cutrim (Republicanos-MA) foi escolhido pelo presidente da Câmara para ser o relator do projeto.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro