Carla Zambelli critica Pacheco e promete projeto de lei da liberdade

Discurso da deputada mira poderes Legislativo e Judiciário e encerra tarde de manifestações na Avenida Paulista
-Publicidade-
Deputada federal Carla Zambelli interagiu com o público no evento deste domingo
Deputada federal Carla Zambelli interagiu com o público no evento deste domingo | Foto: Paula Leal

Em discurso neste domingo, 1º, na Avenida Paulista, a deputada Carla Zambelli (PL-SP) afirmou que vai levar à Câmara o projeto de lei da liberdade. Sem detalhes sobre o teor da proposta, a parlamentar ainda criticou a atuação recente de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.

Zambelli falou ao público no final da tarde no ato da Avenida Paulista, organizado para defender a liberdade de expressão e em apoio ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), que enfrenta processo no STF.

“Vamos levar o projeto de lei da liberdade para a Câmara, para que ninguém fique para trás. Vamos pedir regime de urgência na proposta. São 72 autores que assinam esse projeto. Precisamos de 171 assinaturas para conseguir o regime urgência e depois precisamos de maioria absoluta para aprovar o PL da liberdade. Ninguém vai ficar para trás nesse governo”, afirmou a deputada.

-Publicidade-

A deputada da linha de frente de militância de Jair Bolsonaro ainda criticou o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). Segundo Zambelli, o parlamentar tem sido fraco na defesa do Legislativo contra supostos abusos vindos do Judiciário. O discurso inflamou os manifestantes na Avenida Paulista, que gritaram ‘Fora, Pacheco’.

“Os mineiros tinham você ou a Dilma Rousseff (na eleição de 2018). Imagina o quanto as pessoas estão chateadas com Rodrigo Pacheco. Talvez fosse preferível uma mulher que fala asneira do que você, pela quantidade de injustiças com o povo brasileiro. Ainda não será agora, mas vai ser daqui a quatro anos. Você vai ser demitido da vida pública”, afirmou Zambelli, em menção ao mandato de Pacheco, que acaba em 2026.

No discurso, Carla Zambelli ainda afirmou que São Paulo precisa escolher um bom senador nas eleições deste ano. Segundo as palavras da deputada, alguém que ‘tenha coragem de fazer pedido de impeachment de ministros do STF quando eles merecerem’.

Atos na Paulista

O ato do Dia do Trabalhador a favor da liberdade de expressão reuniu milhares de pessoas na Avenida Paulista neste domingo, 1º, durante a tarde. Os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro ocuparam inteiramente dois quarteirões, com maior concentração na frente do Museu de Arte de São Paulo (Masp), e se manifestaram contra a atuação recente do STF.

Manifestantes na Avenida Paulista pedem impeachment do ministro Alexandre de Moraes | Foto: RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A manifestação contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro, que se dirigiu aos manifestantes em um breve discurso, à distância. Sem conotação de protesto contra o STF, o mandatário preferiu apenas agradecer o apoio dos simpatizantes na capital de São Paulo.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.