Cesta básica de alunos de Campinas vem sem arroz

Prefeitura da cidade do interior paulista culpou o fornecedor pela falta do alimento.
-Publicidade-
O prefeito Jonas Donizette (à esq.) culpou o fornecedor pela ausência do arroz na cesta básica dos alunos de Campinas | Foto: Reprodução/Twitter
O prefeito Jonas Donizette (à esq.) culpou o fornecedor pela ausência do arroz na cesta básica dos alunos de Campinas | Foto: Reprodução/Twitter | campinas, arroz, jonas donizette

Prefeitura da cidade do interior paulista culpou o fornecedor pela falta do alimento

campinas, arroz, jonas donizette
O prefeito Jonas Donizette [à esq.] culpou o fornecedor pela ausência do arroz na cesta básica dos alunos de Campinas | Foto: Reprodução/Twitter
Desde que a pandemia começou, os estudantes em situação de vulnerabilidade de Campinas, a 100 quilômetros de São Paulo, recebem uma cesta básica para substituir a merenda escolar, já que as escolas permanecem fechadas e muitas crianças só se alimentam nas instituições de ensino.

-Publicidade-

Neste mês, contudo, os pais tiveram uma surpresa.

No lugar do tradicional arroz, receberam 0,5 quilo de macarrão, 1 quilo de carne e 2 litros de suco de uva a mais no benefício, para compensar a ausência do cereal.

“Por conta da alta do arroz, como são 40 mil cestas, o fornecedor não conseguiu adquirir o produto. A prefeitura está cobrando do responsável que regularize a situação o mais rapidamente possível”, justificou em nota a gestão municipal campineira.

De fato, 5 quilos do grão, que em situação normal custam R$ 15 reais, em alguns lugares do Estado atualmente saem por R$ 40. Isso porque a alta demanda durante o confinamento social, tanto no Brasil quanto no exterior, forçou os preços para cima.

Nesta sexta-feira, 25, o prefeito da cidade, Jonas Donizette (PSB), afirmou que punirá a empresa que permitiu a entrega da cesta sem o arroz.

“Lá atrás contratei uma empresa para entregar as cestas básicas. Teve uma empresa que ganhou a licitação e ia fornecer esses produtos por tal preço. A pessoa chegou para mim agora e falou: ‘Subiu o arroz e vou subir o preço’. Eu falei: ‘O senhor não pode fazer isso. Porque o senhor, lá atrás, falou que ia fornecer por esse preço'”, enfatizou o prefeito. “Então, para as pessoas entenderem, porque senão falam assim: ‘A prefeitura tirou o arroz da cesta’. Não foi a prefeitura que tirou o arroz da cesta. Foi o fornecedor que tirou o arroz.”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comment

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site