Comissão decide tirar Touro de Ouro da B3

Órgão vinculado à Secretaria Municipal entendeu que o monumento não tinha licença do poder público
-Publicidade-
Departamento considerou obra 'peça publicitária'
Departamento considerou obra 'peça publicitária' | Foto: Roberto Casimiro/Estadão Conteúdo

O Touro de Ouro da Bolsa de Valores de São Paulo deve ser retirado, e os responsáveis serão multados. A decisão foi tomada pela Comissão de Proteção à Paisagem Urbana, vinculada à Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento.

Nesta terça-feira, 23, o colegiado entendeu que a instalação “sem a devida licença” infringiu os artigos 39 e 40 da Lei Cidade Limpa. O valor da multa será definido pela Subprefeitura da Sé, responsável pela área onde a obra está.

Além disso, o colegiado, composto por 16 membros, considerou o monumento “peça publicitária”. Portanto, a remoção terá de ser imediata.

-Publicidade-

Inauguração do Touro de Ouro brasileiro

Lançado em 16 de novembro, o monumento tem inspiração na estátua que fica em Wall Street, no centro financeiro de Nova Iorque.

No dia seguinte ao lançamento da peça, a novidade virou alvo de protestos: esquerdistas colaram na estrutura cartazes escrito “fome”. Depois, foi a vez de uma ONG fazer um churrasco para moradores de rua em frente à obra.

Com a palavra, a B3

Em nota, a B3 informou que o Touro de Ouro possuía as autorizações vigentes dos órgãos municipais para sua instalação, como da Subprefeitura da Sé e do Departamento do Patrimônio Histórico, da Secretaria Municipal da Cultura, para exposição em logradouro público, como evento temporário.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

15 comentários Ver comentários

  1. Será que tal regra apoiada em lei será aplicada em todas as mini estátuas de rua da cidade? Tenho até uma delas pra pedir pra investigarem se têm a devida licença

  2. Não serve um idiota só, é preciso juntar todos em uma comissão para tomar uma medida que agrada o “proletariado” afinal de contas, eles quem mandam nessa coisa chamada Brasil

  3. Se declarassem que o touro é trans, ou alguma dessas baboseiras, a prefeitura não iria importunar, a Globo ia passar uma reportagem de rasgados elogios no Jornal Nacional e Fantástico, além de uma entrevista no encontro com a ex-mulher do Bonner.
    Romarias seriam organizadas por esses jovens com nítida descapacitação cognitiva para acarinhar o touro.

  4. Não conheço o logradouro (área privativa) da Ibovespa mas, pelo que ouvi dizer, no local onde se realizavam os pregões, atualmente está vazio. Então coloquem o touro dentro do prédio que, em ultima análise só vai interessar aos usuários desse espaço. O espaço público pode ficar com os “nóias” do PT.

  5. Um usuário de crack deitado lá nos papelão vai ficar mais a cara do PT.
    Vai ficar melhor.
    Parabéns pra vcs que desistiu dessa boa idade.

  6. se fosse um touro vermelho como se vê na logomarca de uma determinada bebida energética, aí então toda a turma do PCB (refiro-me não ao Partido Comunista do Brasil, mas ao Partido Contra o Brasil) estaria contente – mas touro amarelo não pode, pois lembra riqueza, recompensa para aqueles que trabalham para valer e não vivem pendurados em algum órgão público.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.