Congresso estuda dobrar o número de colégios eleitorais neste ano

Líderes acreditam que, com o aumento do número de colégios eleitorais, será possível a realização das eleições municipais deste ano
-Publicidade-
Texto trata do adiamento das eleições | Foto: Marcello Casal Jr./ABr
Texto trata do adiamento das eleições | Foto: Marcello Casal Jr./ABr | número de colégios eleitorais

Líderes acreditam que, com o aumento do número de colégios eleitorais, será possível a realização das eleições municipais deste ano

número de colégios eleitorais
Objetivo é evitar aglomeração durante as eleições | Foto: Marcello Casal Jr./ABr

Entre as possibilidades estudadas pelo Congresso Nacional para manter as eleições municipais neste ano, está a de aumentar o número de colégios eleitorais pelo país. As medidas visam diminuir a aglomeração de pessoas durante o pleito.

-Publicidade-

“Não sei se podem ser aumentadas [número de urnas] em muito, em pouco, ou se não podem ser aumentadas. A ideia é utilizarmos não as salas de aula, mas quadras de esporte, para permitir realmente um distanciamento mais adequado”, defende o líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP). O tema foi discutido nesta terça, 16, com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Leia mais: “Para senadora, controle das ‘fake news’ será primordial no pleito deste ano”

A hipótese de aumentar o número de urnas foi descartada pelo presidente do TSE, ministro Luis Roberto Barroso. De acordo com ele, o número de máquinas é limitado.

Líder e presidente do MDB, o deputado Baleia Rossi (SP), afirmou que além de aumentar o número dos colégios eleitorais, o horário de votação deverá ser estendido. “Ao invés das das 8h às 17h, que horário de votação seja das 6h às 22h”, pontuou o emedebista.

No Congresso, cresce o entendimento para que as eleições municipais deste ano ocorram no mês de novembro. Para promover as mudanças de calendário, os senadores e deputados precisam aprovar uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC).

“Cabe ao presidente do Congresso coordenar a tramitação deste matéria. Essa discussão deve ocorrer o mais rápido possível, para que possamos dar segurança a todos os candidatos”, afirmou presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.