Covas afirma que Saúde definirá data de retorno às aulas em São Paulo

Prefeito paulistano voltou a contrariar o governador João Doria, que quer que crianças voltem a estudar em 8 de setembro.
-Publicidade-
Covas sinaliza que não vai forçar pais a mandarem crianças às escolas em 8 de setembro apenas pela vontade de Doria | Foto: Marcelo Pereira/Secom
Covas sinaliza que não vai forçar pais a mandarem crianças às escolas em 8 de setembro apenas pela vontade de Doria | Foto: Marcelo Pereira/Secom | bruno covas, volta às aulas, educação, prefeitura de são paulo, cidade de são paulo, joão doria, plano são paulo, fase amarela

Prefeito paulistano voltou a contrariar o governador João Doria, que quer que crianças voltem a estudar em 8 de setembro

bruno covas, volta às aulas, educação, prefeitura de são paulo, cidade de são paulo, joão doria, plano são paulo, fase amarela
Covas sinaliza que não vai forçar pais a mandarem crianças às escolas em 8 de setembro apenas pela vontade de Doria | Foto: Marcelo Pereira/Secom

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), disse nesta quinta-feira, 30, que será a área da saúde quem definirá a volta às aulas dos cerca de 960 mil alunos da rede municipal de educação, “não a pressão política do grupo A, B ou C”.

-Publicidade-

Na quarta, 29, a Câmara Municipal aprovou em primeira votação um projeto do Executivo que prevê uma série de medidas para o retorno dos estudantes às escolas.

O programa de reabertura econômica do Estado, o Plano São Paulo, prevê que as aulas presenciais retornem no dia 8 de setembro, caso todo o Estado esteja na fase “amarela” do plano por quatro semanas até a chegada dessa data.

“Quem vai definir a data de retorno às aulas não é pressão política do grupo A B ou C. Quem vai definir a data é a área da saúde”, pontuou Covas. “Foi a área da saúde que solicitou que a gente suspendesse as aulas e somente quando a área da saúde entender que é possível a volta às aulas é que nós voltaremos às aulas de São Paulo”.

O prefeito paulistano também afirmou que somente quando a Prefeitura tiver tranquilidade de que o momento é adequado e certo é que ele autorizará o retorno às aulas.

Na última terça-feira, 28, o jornal O Estado de S. Paulo mostrou que o Conselho Municipal de Educação prepara uma resolução para deixar claro que os pais poderão ou não autorizar o retorno de seus filhos às escolas, mesmo com a data colocada pelo Estado.

Leia também: Covas rompe com comitê do coronavírus de Doria

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Esse prefeito até agora só fez bobagens, juntamente com o despreparado e incompetente do João Dória. Esses sujeitos salafrários apresentam os piores resultados tanto nos infectados como no número de mortes. A cada dia patinam mais, tentando esticar as sua medidas burras e ineficazes para o fim do ano. Deverão no futuro serem sócios de uma fábrica de estercos, que é o que sabem fazer!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.