-Publicidade-

Covas se afasta da prefeitura de SP para tratar câncer

Prefeito foi submetido a uma sessão complementar de radioterapia
Prefeito de São Paulo, Bruno Covas se ausentará "para repouso e cuidados pessoais"
Prefeito de São Paulo, Bruno Covas se ausentará "para repouso e cuidados pessoais" | Foto: Paulo Guereta/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), licenciou-se do cargo por 10 dias nesta segunda-feira, 18, para uma nova etapa de tratamento contra um câncer diagnosticado na cárdia, transição entre estômago e esôfago.

De acordo com o boletim médico do Hospital Sírio Libanês, localizado na região central de São Paulo, Covas foi submetido nesta segunda-feira a uma sessão complementar de radioterapia e se ausentará da prefeitura de São Paulo “para repouso e cuidados pessoais”. Após esse período, a previsão é de que o prefeito continue com a imunoterapia e exames de controle.

Ele está sendo acompanhado pelas equipes médicas coordenadas pelos médicos David Uip, Roberto Kalil Filho, Artur Katz, Tulio Eduardo Flesch Pfiffer e João Luiz Fernandes da Silva.

Na ausência do prefeito, o vice dele, Ricardo Nunes (MDB), assume a gestão da cidade de São Paulo pela primeira vez. Os dois foram empossados em 1º de janeiro na Câmara Municipal da capital para o mandato que vai até dezembro de 2024.

Leia também: “Bruno Covas congela aumento do IPTU em 2021”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. Prefeito, dê exemplo.
    Use o eficiente sistema de saúde do município pra tratar de sua doença.
    Tenho certeza que irá refletir sobre sua “ótima” gestão.
    Desejo melhoras.

  2. Trate primeiro sua consciência senhor prefeito já que você e o Doria deixaram a economia em frangalhos e você teve a audácia de dar 46% de aumento em seu salário e de seus secretários em plena Fraudemia sem o menor pudor.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês