Covid-19: vacinação começa este mês, anuncia Pazuello

Ministro da Saúde assegura que há agulhas e seringas suficientes para iniciar o processo
-Publicidade-
Por ora, nenhum imunizante tem registro na Anvisa
Por ora, nenhum imunizante tem registro na Anvisa | Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou que a vacinação contra o coronavírus no Brasil terá início este mês, e ocorrerá de modo não compulsório. “Os Estados e municípios receberão a vacina de forma simultânea, igualitária e proporcional à população”, declarou Pazuello, em pronunciamento na rede nacional de tevê, transmitido na noite da quarta-feira 6. “No que depender do Ministério da Saúde e do presidente da República, a vacina será gratuita e não obrigatória”, acrescentou.

Além disso, o ministro garantiu que o governo dispõe de quantidade de seringas e agulhas suficientes para iniciar o processo — a primeira tentativa de encomenda do material não deu certo. “Temos disponíveis cerca de 60 milhões de seringas e agulhas nos Estados e municípios, para darmos a largada este mês”. Pazuello disse, ainda, que o país exportará imunizantes para a América Latina. “Somos os únicos na região que têm três laboratórios produzindo vacinas. Seremos exportadores muito em breve”, concluiu.

Por ora, nenhum imunizante tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Hoje, disputam o mercado brasileiro as vacinas experimentais da Universidade de Oxford, patrocinada pela farmacêutica AstraZeneca; da BioNTech, financiada pelo laboratório Pfizer; e da Sinovac, que banca os estudos da CoronaVac (conhecida na internet como “vachina”). Também o Ministério da Saúde negocia a compra de imunizantes da Moderna, cuja aprovação emergencial foi autorizada em países da União Europeia.

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários

  1. Favor começar a campanha pelo STF. Vacinem primeiro todo aquele pessoal com a vacina top do mercado que é a dos laboratórios Pfizer-Biomtech. Se vocês achavam que eu iria recomendar a CoronaVac do ButanDória, se enganaram, é que eu gosto muito dos ministros daquela côrte.
    Nota de rodapé:
    A vacina da Pfizer-Biomtech está fazendo um arraso na Europa e em Israel já se tem registro de algumas mortes (só em Israel, foram 4).

  2. Favor começar a campanha pelo STF. Vacinem primeiro todo aquele pessoal com a vacina top do mercado que é a dos laboratórios Pfizer-Biomtech. Se vocês achavam que eu iria recomendar a CoronaVac do ButanDória, se enganaram, é que eu gosto muito dos ministros daquela côrte.
    Nota de rodapé:
    A vacina da Pfizer-Biomtech está fazendo um arraso na Europa e em Israel já se tem registro de algumas mortes (só em Israel, foram 4). Em Portugal morreu uma jovem enfermeira de 34 anos, infelizmente.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro