Cuba: documentário implode mitos e crendices da ditadura na ilha

O jornalista Augusto Nunes analisa Cuba e o Cameraman, do diretor norte-americano Jon Alpert, que estreou na Netflix em 2017
-Publicidade-
Havana e os estragos provocados pela economia planificada
Havana e os estragos provocados pela economia planificada

Em artigo publicado na Edição 71 da Revista Oeste, o jornalista Augusto Nunes analisa o documentário Cuba e o Cameraman, do diretor norte-americano Jon Alpert, que estreou na Netflix em 2017 e foi, curiosamente, escondido pela plataforma e ignorado pelos jornais da imprensa tradicional brasileira.

Leia um trecho:

“Documentaristas interessados no resgate de períodos históricos vivem derrapando em roteiros que enfileiram entrevistas cara a cara tão excitantes quanto um desfile militar na Bolívia. Alpert reconstituiu a trajetória de Cuba entre os anos 70 e a morte de Fidel amparado num microcosmo composto de interlocutores selecionados com argúcia e sensibilidade — e dividido em três núcleos. Os irmãos Borrego são agricultores que aram a terra com juntas de bois. O negro Luis Amores e seus amigos sobrevivem com transações comerciais situadas na difusa fronteira que separa a contravenção do crime. E Caridad tenta resistir ao lado do casal de filhos à desesperança que começou com a renúncia ao sonho de prosperar como enfermeira. Os diálogos e imagens resultantes das visitas aos vértices desse triângulo e das conversas com Fidel fazem de Cuba e o Cameraman o mais soberbo, tocante, honesto e revelador documentário sobre a Era Fidel.”

-Publicidade-

Leia o artigo completo “A verdade ressucitada”, publicado na Edição 71 da Revista Oeste 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários

  1. Parabéns a Augusto Nunes e demais brasileiros que enfrentam o crime organizado instituído e institucionalizado no País.
    Esperemos que, em determinado momento, as forças do bem intercedam em favor de nossa verdadeira democracia, libertando todo o povo que vem sendo oprimido e perseguido sob a falácia da pratica de atos-antidemocráticos, e justamente pelos que nos deveriam defender em primeira instância!
    Nos encontramos já no limiar da capacidade de resistência passiva sem o chamamento de instituições democráticas mais vigorosas que, pelo andar cada carruagem, se virão obrigadas a intervir!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro