De olho em 2022, Pacheco oficializa ida para o PSD, de Gilberto Kassab

Político mineiro ficou menos de quatro anos no DEM; até 2018, ele era filiado ao MDB
-Publicidade-
Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco | Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco | Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), anunciou nesta sexta-feira, 22, que vai se filiar ao PSD, partido comandado pelo ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab.

A manifestação pública oficializa o que já era dado como certo em Brasília. A cerimônia de filiação deve ser na próxima quarta-feira. A intenção de Kassab é que Pacheco dispute a Presidência da República em 2022.

-Publicidade-

Nas redes sociais, o presidente do Senado manifestou “votos de sucesso” ao recém-criado União Brasil, que surgiu da fusão do DEM com o PSL, ex-partido do presidente Jair Bolsonaro.

Pacheco ficou menos de quatro anos no DEM. Até 2018, ele era filiado ao MDB, mas deixou o partido por “divergência ideológica” em relação a alianças costuradas pelo partido em Minas Gerais.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Esse politicozinho de meia tigela, destrator do povo mineiro, bobo da corte do STF, não sustenta nem o que come. Nada que diz ou faz é confiável.

  2. “De olho em 2022…” Tem todo o direito de tentar, apenas sinto dizer a esse elemento que vive em uma realidade paralela, que ele não tem a menor chance, mas vá lá, Pachecuzão! Vai que é tua. kkkkkk….

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.