Defesa vai acionar PGR contra Gilmar Mendes

Em nota conjunta, Forças Armadas e o ministério rebatem críticas do juiz do STF: "Ataque gratuito às instituições não fortalece a democracia"
-Publicidade-
O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes | Foto: CARLOS MOURA/STF
O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes | Foto: CARLOS MOURA/STF | O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes | Foto: CARLOS MOURA/STF

Em nota conjunta, Forças Armadas e o ministério rebatem críticas do juiz do STF: “Ataque gratuito às instituições não fortalece a democracia”

defesa
O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes | Foto: CARLOS MOURA/STF

Os comandantes do Exército, da Marinha, da Aeronáutica e o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, divulgaram hoje uma nota conjunta em que repudiam “veementemente a declaração” do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes. Segundo o juiz, os militares estariam se associando ao genocídio que, em síntese, seria reflexo das políticas adotadas pelo governo Bolsonaro para combater a covid-19.

-Publicidade-

Além disso, Azevedo garante que encaminhará representação ao procurador-geral da República, Augusto Aras, para adoção de medidas cabíveis. “Comentários dessa natureza, completamente afastados dos fatos, causam indignação. Trata-se de uma acusação grave, além de infundada, irresponsável e sobretudo leviana. O ataque gratuito a instituições de Estado não fortalece a democracia”, informa o documento.

Conforme os militares, genocídio “é um crime gravíssimo, tanto no âmbito nacional, como na Justiça internacional, o que, naturalmente, é de pleno conhecimento de um jurista”. Oeste publicou, na manhã de hoje, que o Ministério da Defesa listou, em outra nota, os feitos dos militares à frente da luta contra o coronavírus, entre eles a descontaminação de 3,3 mil locais públicos; a produção de 20,3 mil litros de álcool em gel; entre outros.

Leia o documento

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.