Depois do 7 de Setembro, Pacheco cancela sessões no Senado

Parlamentar disse 'não haver clima' para votações
-Publicidade-
Partidos de oposição estudam criar uma 'frente antigoverno'
Partidos de oposição estudam criar uma 'frente antigoverno' | Foto: Wallace Martins/Estadão Conteúdo

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), cancelou as sessões deliberativas e reuniões de comissões da Casa previstas para hoje e amanhã. A decisão foi tomada na noite da terça-feira 7, depois da manifestação do Dia da Independência. Considerado pré-candidato ao Planalto, Pacheco avaliou “não haver clima” para votações e não ser possível “garantir a segurança” de congressistas e servidores da Casa.

Após os atos de 7 de Setembro, a esquerda pressionou o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), a se pronunciar sobre as declarações de Bolsonaro. O chefe do Executivo defendeu a liberdade e afirmou que não vai se curvar às decisões do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes. Partidos de oposição estudam criar uma “frente antigoverno”, com a finalidade de passar um dos processos de impeachment na mesa de Lira.

Leia também: “Vídeos e fotos mostram as manifestações de 7 de Setembro pelo país”

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro