Deputado cita Rayssa Leal para defender o trabalho infantil

Sóstenes Cavalcante pediu, ainda, a revisão do Estatuto da Criança e do Adolescente
-Publicidade-
Adolescente de 13 anos ganhou a medalha de prata na modalidade skate | Foto: Reprodução/Instagram/Rayssa Leal
Adolescente de 13 anos ganhou a medalha de prata na modalidade skate | Foto: Reprodução/Instagram/Rayssa Leal

O deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) usou a conquista de Rayssa Leal na Olimpíada de Tóquio para defender o trabalho infantil no Brasil. “As crianças brasileiras de 13 anos não podem trabalhar, mas a skatista Rayssa Leal ganhou a medalha de prata nas Olimpíadas. É para pensar. Parabéns a nossa medalhista olímpica!”, escreveu o parlamentar, na segunda-feira 26, ao pedir a revisão do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA).

Atualmente, o ECA veta qualquer trabalho a menores de 14 anos, salvo na condição de aprendiz. Rayssa é atleta, situação diferente da de um trabalhador, e recebeu autorização do comitê organizador e dos responsáveis para competir.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro