Desmatamento na Amazônia tem queda de 70% em janeiro, informa governo

Os dados, divulgados nesta sexta-feira pelo Ministério da Defesa, são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe)
-Publicidade-
Nos últimos seis meses, os avisos de desmatamento tiveram redução de 21%
Nos últimos seis meses, os avisos de desmatamento tiveram redução de 21% | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

O mês de janeiro apresentou a menor área de alertas de desmatamento na Amazônia Legal dos últimos quatro anos, com redução de 70% em relação a janeiro de 2020. A informação foi divulgada nesta sexta-feira, 12, pelo Ministério da Defesa, com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Segundo a pasta, nos últimos seis meses, os avisos de desmatamento tiveram redução de 21%. “Entre agosto de 2020 e janeiro de 2021 foram 988 quilômetros quadrados de redução em alertas. A título comparativo, trata-se de uma área superior à área urbana da cidade de São Paulo — o maior centro urbano do país, com aproximadamente 950 quilômetros quadrados”, informou o Ministério da Defesa. A pasta acrescentou que esses dados demonstram “o bom desempenho” do trabalho integrado coordenado pelo Conselho Nacional da Amazônia Legal na região, principalmente por meio da Operação Verde Brasil 2. Do início da operação, em maio de 2020, até janeiro deste ano, foram apreendidos 331 mil metros cúbicos de madeira, 1.699 embarcações, 326 tratores e 20 aviões/helicópteros, resultando na aplicação de 4.842 multas, no valor total de R$ 3,33 bilhões. As ações do conselho visam à otimização das equipes de campo por meio do trabalho técnico-científico de analistas de órgãos governamentais reunidos no Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), em Brasília, que é subordinado ao Ministério da Defesa.

Leia também: “Tereza Cristina afirma que o Brasil é alvo de difamação”

-Publicidade-

Com informações da Agência Brasil

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comments

  1. Com a palavra ex ministros de relações exteriores e meio ambiente que comandados por FHC tem insistentemente infestado o mundo com manifestos que envolvem desde Rubens Ricupero a Carlos Minc denegrindo as politicas de relações exteriores e ambientais em 1 ano de governo Bolsonaro.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site