-Publicidade-

Doleiro Dario Messer vai devolver R$ 1 bilhão

Justiça homologou um "acordo inédito" de delação premiada do operador financeiro, que já trabalhou para o PT no Mensalão e demais partidos políticos
O 'doleiro dos doleiros', Dario Messer | Foto: DIVULGAÇÃO
O 'doleiro dos doleiros', Dario Messer | Foto: DIVULGAÇÃO | O 'doleiro dos doleiros', Dario Messer | Foto: DIVULGAÇÃO

Justiça homologou um “acordo inédito” de delação premiada do operador financeiro, que já trabalhou para o PT no Mensalão e demais partidos políticos

doleiro
O ‘doleiro dos doleiros’, Dario Messer | Foto: DIVULGAÇÃO

A Justiça Federal do Rio de Janeiro homologou um acordo de delação premiada com Dario Messer, conhecido como “doleiro dos doleiros”, que trabalhou para diversos partidos políticos, entre eles o PT. Segundo informações divulgadas na quarta-feira 12 pelo Ministério Público Federal (MPF), Messer se comprometeu a devolver R$ 1 bilhão aos cofres públicos. O doleiro é réu em processos da Operação Lava Jato do RJ por esquemas nacionais e transnacionais de lavagem de dinheiro, além de outros crimes. Segundo o MPF, o acordo firmado é “inédito” na Justiça brasileira.

Leia também: Lava Jato pede à Justiça que retome ação contra Serra

Messer cumprirá pena de até 18 anos e 9 meses de prisão, com progressão de regime prevista em lei. O doleiro terá de vender imóveis de alto padrão e desembolsar valores que possui no Brasil e no exterior. Além disso, obras de arte e um patrimônio no Paraguai ligado a atividades agropecuárias e imobiliárias estão no pacote voltado a ressarcir o erário. No Mensalão, em 2005, a Polícia Federal apontou o doleiro como o responsável por enviar US$ 1 bilhão de forma irregular para o exterior. E depositar o valor em reais nas contas de integrantes do PT no Banco Rural.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

9 comentários

  1. Essa delação é importante, muito políticos, juízes e empresários podem estar nela. O juiz Bretas é um exemplo da diferença entre lava jato e lavajatistas, Bretas não é d aparecer na mídia o tempo todo, já bateu de frente diversas vezes com o Ministro Gilmar Mendes, no entanto, faz o seu trabalho com excelência. Todos condenados por ele ficam na cadeia, independente de partidos, q dirá o ex governador Sérgio Cabral.

  2. Esse de fato se ferrou, acordo bilionário mais 18 anos de cana? dia desses o MP paulista fez acordo com a ecovias, 650 milhões e nada de sanções futuras, esse sim um baita acordo!

  3. Onde esta O juiz bons? Nenhuma sentença mais? Ele substituiu Sérgio moro na lava jato. Aguardamos suas decisões. O Ricardo leite também. Não temos notícias. Se não contamos com o STF para algo concernente à condenações de poderosos e políticos pelo menos uma pressao desses juízes sobre os que cometem delitos acobertados pelos seus nomes e posições políticas.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês