Doria desobriga uso de máscaras em locais abertos

Nas escolas, alunos poderão ficar sem a proteção facial fora da sala de aula
-Publicidade-
Avanço da vacinação possibilitou a medida
Avanço da vacinação possibilitou a medida | Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), informou nesta quarta-feira, 9, que o uso de máscaras em locais abertos não será mais obrigatório. A proteção facial, porém, continuará sendo exigida em ambientes fechados.

“Esse decreto libera o uso de máscaras para toda a população em ambientes abertos em todo o Estado”, disse o governador. “Isso se aplica a ruas, parques, pátios de escolas, estádios de futebol, centros abertos de eventos, autódromos e outras áreas correlatas. O uso de máscaras será obrigatório ainda apenas em ambientes fechados, como as salas de aula, transporte público, escritórios de trabalho, cinemas, teatros e correlatos.”

Em Macapá (AP) e Belo Horizonte (MG), as máscaras deixaram de ser obrigatórias em ambientes abertos. No Rio de Janeiro, o prefeito, Eduardo Paes (PSD), foi além e liberou o uso do equipamento também em lugares fechados.

-Publicidade-

Doria recomendou ainda a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes abertos nas escolas de cidades que não tenham atingido 80% ou mais de cobertura vacinal de suas crianças e adolescentes.

O índice usado será o da primeira dose e a decisão final ficará a cargo das cidades. O uso da máscara é obrigatório no Estado de São Paulo desde maio de 2020, como forma de combate e prevenção ao novo coronavírus.

Leia também: “O mundo se despede da pandemia”, reportagem publicada na Edição 101 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

24 comentários Ver comentários

  1. Para mim não faz a menor diferença, pois JAMAIS usei essa máscara estúpida na rua, em hipótese alguma.
    No comércio, só usei exclusivamente para evitar q o lojista fosse multado (isso se o lojista usasse, do contrário, nem eu).
    Essa máscara não tem qualquer compravaçao científica de eficácia.
    Onde está a norma para o tipo de tecido? Porosidade? Elasticidade? Área de abrangência? Tipo e periodicidade de limpeza?

    E tem mais: se a máscara protege, pq quem a usa faz questão q o outro use? É o mesmo q o sujeito com guarda-chuva exigir q outra pessoa tb use para q ele não se molhe.

    Sinto dizer, fizeram papel de trouxas.

    A máscara atingiu seu objetivo de mostrar q estamos domados por políticos q deitaram e rolaram na pandemia, colocando-nos uns contra os outros.

    1. Agnaldo, serviu também pra constatarmos a burrice oceânica da população. São mais estúpidos do que a Dilma. Obedecem gostosamente a escravidão. É bem capaz de eu esperar AUTORIZAÇÃO de um governador ou prefeito DE MERDA pra deixar de usar essa focinheira idiota. Só existe uma coisa mais ridícula do que essas focinheiras, ou máscaras, como queiram chamar. Quem as usa.

  2. Só mesmo um COMPLETO IMBECIL usa essas focinheiras ridículas – que NÃO PROTEGEM NEM DE CHEIRO DE PEIDO – em locais abertos, ao AR LIVRE. Tem que ser, mesmo, uma cadelinha de político, que vive a abanar o rabinho para o dono e aguardando o próximo comando, sinceramente.

  3. Sexta feira passada houve uma festa no Sorana Garden no Canindé com aproximadamente 3.000 jovens.
    Pergunte se alguém estava usando máscara.
    Esse governador pensa que engana quem?
    Saia da bolha e venha para a rua ver a realidade do povo!

  4. O Ibaneis Rocha fez apenas UM TUÍTE para informar Brasília sobre a decisão.
    O Dória faz uma patacoada, convocando a imprensa como se estivesse na Europa. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

  5. Pra mim não muda nada.
    Em lugares fechados,dependendo do ambiente,tb não uso.(mesmo com as caras de nojo dos coronaslovers)
    Quem cuida de mim sou eu e não essa MERDA de governador.

  6. Como é difícil para um buRROcrata abandonar a minuciosa mentalidade buRRocrática! Esse tipo de gente – não tendo idéias próprias – obra uma regulamentação qualquer a reboque do que viu em lugares mais avançados e posa para fotos se sentindo “o” cara e digno de receber a adoração das massas. A mediocridade de fato impera nestes tristes trópicos.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.