Doria esquece Uip e critica cloroquina: ‘É um perigo’

Governador de São Paulo aproveitou para tecer críticas ao presidente Jair Bolsonaro
-Publicidade-
O governador de São Paulo, João Doria, e o infectologista David Uip | Foto: DIVULGAÇÃO/SECOM SP
O governador de São Paulo, João Doria, e o infectologista David Uip | Foto: DIVULGAÇÃO/SECOM SP | O governador de São Paulo, João Doria, e o infectologista David Uip | Foto: DIVULGAÇÃO/SECOM SP

Governador de São Paulo aproveitou para tecer críticas ao presidente Jair Bolsonaro

doria
O governador de São Paulo, João Doria, e o infectologista David Uip | Foto: DIVULGAÇÃO/SECOM SP
-Publicidade-

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), aproveitou uma entrevista na sexta-feira, 24, para criticar a hidroxicloroquina e alfinetar Jair Bolsonaro. “É um perigo”, afirmou ao jornalista José Luiz Datena. “Eu lamento que o presidente insista em apresentar a cloroquina como algo salvador. Aliás, eu indago: se é salvador, por que ele adquiriu a covid-19?”.

Leia também: Bolsonaro derrotou a covid-19

Doria, contudo, parece ter se esquecido que tudo leva a crer que o infectologista David Uip, ex-coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, tomou o remédio para vencer a doença. Na época em que foi contaminado, uma receita médica em nome de Uip e assinada pelo próprio infectologista vazou nas redes sociais.

Embora tenha se recusado a revelar se tomou a hidroxicloroquina, Uip já disse que não é contra a administração do remédio. No início da pandemia, ele chegou a indicar a droga para o então ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.