Douglas Garcia entra no MPF contra Rede e Randolfe por uso de assessora

Senador Fabiano Contarato, hoje no PT, também foi representado
-Publicidade-
Deputado Estadual de São Paulo Douglas Garcia | Foto: Larissa Navarro e Marco Antonio Cardelino/Alesp
Deputado Estadual de São Paulo Douglas Garcia | Foto: Larissa Navarro e Marco Antonio Cardelino/Alesp

O deputado estadual de São Paulo Douglas Garcia (Republicanos) entrou com uma representação no Ministério Público Federal contra a Rede Sustentabilidade e o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Ele pede que o MPF apure se está havendo uso indevido de assessores do Senado para ajuizar ações contra o Poder Executivo federal.

Em 22 de abril, pelas redes sociais, o parlamentar informou  que a advogada usada pela Rede para entrar com a ação no Supremo Tribunal Federal contra o a graça concedida pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) ao deputado Daniel Silveira (PTB-RJ) chama-se Flavia Calado Pereira e atuaria também no Senado.

-Publicidade-

“Se não for uma homônima, seria lotada no Senado da República como uma servidora comissionada. O estatuto da OAB no seu artigo 30 proíbe que servidores advoguem contra a Fazenda, que a remunera”, declarou Douglas Garcia, na sexta. Para ele, se o fato for confirmado, “estamos diante de uma infração grave que precisa ser investigada”.

Nesta segunda-feira, 25, ao anunciar que entrou com a representação no Ministério Público, afirmou: “Por isso que o Partido Rede tem entrado com tantas ações contra o governo federal no Supremo, porque tem utilizado de maneira indevida os seus assessores no Senado para perseguir o presidente da República”.

Segundo Douglas Garcia, uma assessora do senador Fabiano Contarato (PT), que antes era da Rede, também ajuizou uma ação contra o governo federal no Supremo. O deputado estadual dá detalhes da representação que protocolou em vídeo divulgado nas redes sociais:

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

9 comentários Ver comentários

  1. O absurdo é ter de acionar o STF para demonstrar que o STF está errado! Que país é esse (saudade do Jabor). Uma pena de 8,75 anos para o DS e o gtraficante mos (Ivan) solto por HC e um comparsa preso por 5,7 anos, um estuprador por 5,5 anos. É essa a justiça que queremos para o Brasil?!?!?!?! Juustiça?!?!?!?! Pelo amor de vossos filhos, netos e eventualmente bisnetos que vocês conhecem, vamos normalizar esse país. STF, pensem que a história irá acusar vocês por esses desvios de função e quem irá sofrer, são esses descendentes. Daí vão chamar de bullying?????

  2. Ninguém vence uma luta apenas se defendendo.
    O contra-ataque deve acontecer no momento certo e pleno de justificativas. O momento é este e os motivos se avolumam a cada dia.

  3. O contra ataque está acontecendo, eles sempre fizeram isso e estamos prestes a provar que foi através de fraudes o tempo todo! A limpeza está acontecendo 👏

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.