José Serra não se elege deputado federal

O tucano declarou apoio a Lula e Tarcísio de Freitas no segundo turno das eleições de 2022

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
José Serra deixa o Senado em janeiro
José Serra deixa o Senado em janeiro | Foto: Moreira Mariz/Agência Senado

Senador por São Paulo, José Serra (PSDB) não conseguiu se eleger deputado federal em 2022. O parlamentar deixará o Congresso em janeiro de 2023, quando termina o mandato em exercício no Senado.

A cadeira deixada pelo tucano passará a ser ocupada por Marcos Pontes (Republicanos), que atuou como ministro de Ciência e Tecnologia no governo Bolsonaro. Nas eleições de 2022, José Serra teve pouco menos de 90 mil votos, deixando-o como suplente na Câmara dos Deputados.

Na disputa para o Senado em 2014, o tucano chegou a fazer 11 milhões de votos. Desse modo, o político derrotou Eduardo Suplicy (PT), segundo colocado na corrida, com 6 milhões de votos. Em 2022, o petista teve 800 mil votos, garantindo o primeiro lugar da disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa de São Paulo.

-Publicidade-

Antes, o tucano já havia vencido as eleições para o governo paulista em 2006 e para prefeitura da capital do Estado em 2004. Além disso, em 1986 o político conseguiu se eleger deputado federal por São Paulo.

Parte do alto escalão do partido, José Serra participou do governo Fernando Henrique Cardoso liderando dois ministérios: Planejamento (1995-1996) e Saúde (1998-2002). Ele disputou a Presidência da República em 2002 e foi derrotado por Luiz Inácio Lula da Silva. No ano seguinte, assumiu a presidência da sigla. Além disso, o tucano se tornou ministro pela terceira vez em 2016, quando assumiu a pasta das Relações Exteriores do governo Michel Temer (MDB).

Apoios em 2022

Na esteira da derrota de 2022, José Serra declarou apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para a Presidência da República. Porém, sem o cargo de deputado, o tucano decidiu apostar na oposição ao petismo em São Paulo, manifestando voto em Tarcísio de Freitas (Republicanos) — candidato ao governo do Estado apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

16 comentários Ver comentários

  1. TÁSSO JEREISSATE, LULA, ALCKIMIM, CIRO, GLEISI, SERRA, TEMER, TEBET, SORAYA, IMPERADOR ALEXANDRE ET CATERVA ANUNCIAM SEU NOVO ENDEREÇO: CONDOMÍNIO “PARQUE DOS DINOSSAUROS”.

  2. Mais um em cima do muro que caiu agora do lado do esquecimento. Para acrescentar insulto à infâmia, ainda declara voto no maior ladrão da História. Sai como cúmplice, portanto.

  3. Serra devia entender o recado das urnas e se afastar da política. Contudo vem a público fazer esse anúncio bizarro. Não vai influir em nada seu apoio. Sai da história brasileira tristemente.

  4. As vezes penso que o politico de profissão chega no seu momento e medita: fui um ex professor meia boca, ex meio deputado, ex ministro do genérico(uhm!!), ex-meio prefeito, ex meio governador, ex meio senador, além de ex candidato a Presidente; ficou Rico na profissão de ex político (só no Brasil), aí caem em desgraça, adoecem e se vão; teve a chance de fazer história mas só vai virar nome de uma rua, estrada, viaduto, talvez uma praça..Apoiar Lula nessa hora, é me convencer que tu não passas de um Ladrão, então; quando olho para os nomes de ruas, não é nada para mim, aliás nem para waze ou google map, é só um local que irei passar ou atravessar por cima.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.