MDB libera diretórios e não define apoio nacional

O partido divulgou a decisão por meio de uma carta assinada pelo deputado Baleia Rossi (MDB-SP)
-Publicidade-
Dirigentes do MDB estiveram reunidos na manhã desta quarta-feira
Dirigentes do MDB estiveram reunidos na manhã desta quarta-feira

A Executiva Nacional do MDB informou na manhã desta quarta-feira, 5, que o partido liberou os diretórios estaduais e municipais para apoiarem o candidato que desejarem no segundo turno das eleições 2022.

Desse modo, as lideranças regionais estão livres para decidir entre o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) — que já presidiu o país e chegou a ser condenado por corrupção.

O partido divulgou a decisão por meio de uma carta assinada pelo deputado Baleia Rossi (MDB-SP), presidente executivo da legenda. “Nas últimas 48 horas, dirigentes, congressistas, governadores e prefeitos externaram sua posição em relação à disputa nacional em segundo turno”, escreve.

-Publicidade-

“Por ampla maioria, o MDB decidiu dar liberdade para que cada um se manifeste conforme sua consciência.”

No passado, o MDB fechou alianças com o (PT). Durante o governo Dilma Rousseff (PT), Michel Temer (MDB) foi vice-presidente. Nestas eleições, ambos os candidatos que disputam o segundo turno para a Presidência já contam com alguns apoiadores regionais do MDB. Entre eles, Ibaneis Rocha, que declarou o voto em Bolsonaro, e Renan Calheiros, aliado de Lula.

Confira a íntegra da carta do MDB

Eleições 2022 – Segundo Turno

O MDB é o maior e mais democrático partido do País, o único com presença em quase todos os municípios. Tem convicções claras a favor da Liberdade, da Democracia e da Soberania do povo brasileiro, exercida por meio do voto direto. Nesta eleição geral, apresentamos um projeto independente e equilibrado, fora da polarização, brilhantemente liderado por nossa candidata Simone Tebet. Não há a menor dúvida de que ela se consolidou como uma liderança nacional.

Nos Estados, reelegemos os governadores do Pará e do Distrito Federal, em primeiro turno. E vamos disputar o segundo turno no Amazonas e em Alagoas. Aumentamos nossa bancada na Câmara e mantivemos uma grande bancada no Senado.

Nas últimas 48 horas, dirigentes, congressistas, governadores e prefeitos externaram sua posição em relação à disputa nacional em segundo turno. Por ampla maioria, o MDB decidiu dar liberdade para que cada um se manifeste conforme sua consciência.

Em qualquer cenário, o MDB deixa claro que cobrará do vencedor o respeito ao voto popular, ao processo eleitoral como um todo e, sobretudo, a defesa intransigente da Constituição de 1988 e do Estado Democrático de Direito.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Essa matéria contém um erro. O ex-presidente Lula não foi condenado por corrupção. Vocês podem por favor corrigir essa informação? Se não for corrigida, ela entra na categoria de fakenews e denunciarei a matéria ao TSE para que seja retirada do ar. Desde já contando com o discernimento de vocês e lutando pelo compartilhamento de informações corretas eu agradeço, Muito obrigada.

    1. Giselle ele FOI CONDENADO por corrupção SIM, por 11 JUÍZES E EM 3 INSTÂNCIAS! Inclusive segundo o próprio ex-presidente do STF ministro Fux (único JUIZ).Quem descondenou por uma chincana , foi o militante Fachin, por erro de CEP.

    2. Leia de novo a matéria! Lá diz “chegou a ser condenado”. Onde está o erro? O fato do STF ter anulado a condenação por entender q o processo não deveria ter sido julgado em Curitiba, não muda esse fato.

  2. Muito sintomático. É óbvio que estão acontecendo intensas conversas nos bastidores. Inspirado num ditado antigo eu diria: ‘Se a coisa ficar feia, eu tiro o meu da reta primeiro’. Tem quem não goste de um ou outro candidato, mas toda gente gosta de si mesmo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.