Simone Tebet minimiza uso de emendas de relator por sua vice, Mara Gabrilli

'Problema é quem esconde', disse a candidata à Presidência
-Publicidade-
A senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP) é oficializada candidata a vice-presidente na chapa da senadora Simone Tebet (MDB-MS), em São Paulo - 02/08/2022 | Foto: Renato Cerqueira/Estadão Conteúdo
A senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP) é oficializada candidata a vice-presidente na chapa da senadora Simone Tebet (MDB-MS), em São Paulo - 02/08/2022 | Foto: Renato Cerqueira/Estadão Conteúdo

A senadora Simone Tebet (MDB-MS), candidata à Presidência da República, minimizou o fato de sua parceira de chapa, Mara Grabrilli (PSDB-SP), ter usado cerca de R$ 20 milhões em emendas de relator, chamadas por Tebet, pela imprensa tradicional e por partidos de esquerda de “orçamento secreto”.

“Nunca disse que todos que pegam recursos estão fazendo coisa errada, mas quem esconde o orçamento, que é do povo, tem alguma coisa que está devendo”, disse Tebet, na quarta-feira 31, ao pedir aos parlamentares que receberam os recursos para abrirem as suas contas em nome da transparência.

Tebet parabenizou Mara “por abrir as suas contas”. A senadora tucana enviou as verbas para 19 municípios, com recursos para postos de saúde e hospitais.

-Publicidade-

A emedebista voltou a referir-se ao “orçamento secreto” como “imoral” e o “maior escândalo de corrupção da história”. Aprovadas pelo Congresso, as emendas de relator foram vetadas pelo presidente Jair Bolsonaro, que acabou derrotado no próprio Parlamento. Até mesmo o Supremo Tribunal Federal, que tentou enquadrar as emendas, recuou diante da pressão de congressistas.

Além de Mara, a presidenciável Soraya Thronicke (União Brasil-MS) também foi citada em reportagem do jornal O Estado de S. Paulo como uma das que usaram o dinheiro. Assim como Simone Tebet, a senadora também se manifestou contra as emendas de relator, que chamou de “imorais”.

Leia também: “Escândalo de festim”, artigo de Silvio Navarro publicado na Edição 125 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

16 comentários Ver comentários

  1. Carta de Luladrão à Revista Oeste:

    A todof of vornaliftaf da Revifta Oefte: eu goftaria de divê que eu nun têiu língua prêva, que iffo é túdu mintira. Goftaria também de divê que eu fô inofênti, não robêi a Petrobráif, nem a Eletrobráif, nem o BNDEF, nem o fítio de Atibaia, nem o tripéks do Guarujá, nem o apatamêntu de Fão Benádo, nem o Inftituto Lula, nem a conta na Fuífa (na Zoropa). Iffo túdu é facanávi duf meuf amígu currúptu, eu num fabía de nada diffo. É facanávi também do Férfio Môru, aqueli fuíf fiadaputa de Curitiba, onde fiquei doif ânuf prêvo naquêli frio abfurdo abafo di féro. Agora que o Effeteéfi (STF) mi foltô, eu fou inofênti e nun dêvo maif nada, péffo os vótuf di tôdof of leitôref da Revifta Oefte. Maf fi não quifé votá nimim, então fai tomá nukú tudumundu, feuf fafifta du caraio. Pusquê eu nuquéru fóto de niguêim, eu quero é diêro dufêif, bando de trôxa. Bêvo no coraffaum dufêif, e fai Curíntiaff !!!

  2. O cinismo, a hipocrisia da senadora Simone Tebet e da outra candidata Soraya Trhonicke não cabe no espaço reservado para comentários. Foram para o debate dos presidenciáveis, se manifestaram e criticaram o tal orçamento secreto e agora a notícia veicula o uso de 20 milhões dessas verbas pela vice de Simone, Mara Gabrilli, e pela candidata Soraya enquanto Simone Tebet diz que usar não é grave o importante é deixar se abrir os gastos feitos através desse orçamento secreto. Sempre desculpas insustentáveis dadas por políticos que não têm vergonha na cara. Com efeito, a política é a grande festa da bandalheira. Aqueles que não se elegerem terão feito um pé de meia, e os que se elegerem terão a oportunidade de construírem suas fortunas. Essa gente, sim, teria que ser sentenciada a muitos anos de prisão sem progressão de pena.

  3. Se acha que é imoral , tem que ser coerente e devolver a parte do orçamento que lhe tocou . Se usou, perdeu a moral para criticar . Mas, oportunistas , querem usufruir e ainda criticar.

  4. Pensa num cara que tá arrependido de ter votado na Mara Gabrili, só decepção. Engraçado é só você fazer parte de qualquer grupo frágil, ou minoria, ou sei lá o que ,,,pronto, você ganha poderes especiais para acusar e não ser acusado, atacar e não ser atacado, já já ser homem, hetero, branco, cristão será motivo de cadeia

  5. Simone Tebet deveria se prestar, pelo menos, a convencer Gilmar Mendes ingerência no covil STF, prá liberar a continuidade da Ferrogrão, tão necessária ao agronegócio, e colocada debaixo do tapete – por questões de meio ambiente, vejam só, agora ferrovia virou crime no Brasil.
    Esse poder moderador QUINTO PODER DOS INFERNOS pois quarto poder é a imprensa – está fodendo o País.

  6. E você, madame, também já abriu as suas contas? Ou vai dizer que não pegou a grana do tal “orçamento secreto”? Custo a acreditar.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.