Empresas doam mais de 5 mil concentradores de oxigênio ao SUS

Grupo atendeu a uma chamada pública feita pelo Ministério da Economia em apoio ao Ministério da Saúde
-Publicidade-
Fachada do Ministério da Saúde na Esplanada dos Ministérios em Brasília | Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Fachada do Ministério da Saúde na Esplanada dos Ministérios em Brasília | Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O governo federal divulgou nesta quarta-feira, 7, que um grupo de 12 empresas doou mais de 5 mil concentradores de oxigênio ao SUS. Os equipamentos serão utilizados para o tratamento de pacientes com covid-19 em suas próprias localidades, evitando deslocamentos para outras cidades, consequentemente, a sobrecarga de hospitais.

O concentrador é um equipamento que separa o oxigênio do ar e o fornece ao paciente em um fluxo direto e contínuo, contribuindo para a melhora de sua capacidade respiratória, uma das áreas mais afetadas pelas consequências da covid.

-Publicidade-

Leia mais: “Governo cumprirá plano de R$ 250 bi em investimentos, garante Tarcísio”

Participam da iniciativa: Bradesco, BRF, B3, Embraer, Gerdau, Grupo Ultra, Itaú Unibanco, Magazine Luiza, Marfrig, Natura & Co, Suzano e Unipar. O custo total será de cerca de R$ 35 milhões.

O grupo atendeu a uma chamada pública feita pela Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, em apoio ao Ministério da Saúde, para a aquisição de concentradores de oxigênio.

Segundo o governo federal, cada concentrador substitui, em média, 21 cilindros de oxigênio. Juntos, os equipamentos doados suprirão o equivalente a uma produção mensal de 1.100.000 metros cúbicos do insumo, volume que demandaria mais de 108 mil cilindros por mês para ser armazenado.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.