Ex-deputada do Psol é condenada por ‘rachadinha’

Janira Rocha também é advogada da pastora Flordelis
-Publicidade-
Janira Rocha praticou a chamada 'rachadinha', segundo o MPRJ
Janira Rocha praticou a chamada 'rachadinha', segundo o MPRJ | Foto: Reprodução/Redes sociais

A advogada da pastora Flordelis e ex-deputada do Psol, Janira Rocha, foi condenada por concussão e crime organizado após ser acusada de apropriar-se de parte dos salários de servidores na época em que exerceu mandato parlamentar, entre 2010 e 2014.

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) acatou a denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) que identificou a prática conhecida como “rachadinha” em seu gabinete durante o exercício do cargo de deputada.

Leia mais: “TSE determina que ‘rachadinha’ configura enriquecimento ilícito”

-Publicidade-

De acordo com a sentença, Janira exigiu de funcionários comissionados de seu gabinete a entrega de parte de suas remunerações para benefício próprio ou de terceiros como condição à manutenção de seus respectivos cargos.

A ex-deputada estadual do Psol foi condenada a pena de três anos e quatro meses de reclusão. O TJRJ também condenou Christiane Gerardo Neves, funcionária do gabinete de Janira, por ter ajudado a operar o esquema.

A advogada de Flordelis afirma que é inocente.

Leia também: “Lira dá posse a suplente de Flordelis: ‘Primeiro representante das guardas municipais’”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Rachadinha infelizmente é cultura na nossa democracia, e os bravos brasileiros que ora pretendem atingir os filhos de Bolsonaro esquecem a RACHADINHA OFICIAL do PT que é o DIZIMO. Dá para imaginar quanto LULA e seus líderes recolheram nessa mamata com as nomeações que fizeram de seus militantes em cargos de comissão ou nos conselhos das estatais?. Vale lembrar que o ex tesoureiro do PT JOÃO VACCARI foi nomeado para o Conselho da Itaipu Binacional e lá ficou por 12 anos ganhando remuneração superior a R$20 mil mensais para estar presente em reuniões bimestrais.
    Curiosamente, a namoradinha atual do LULA era também “SOCIÓLOGA” da ITAIPU em escritório da empresa em Curitiba, ora desmontado pelo general Luna quando presidiu a estatal neste governo. E a CPI do CANGAÇO quer descobrir corrupção no governo Bolsonaro. Dá para entender não ter

    1. Sim, claro – o cara foi investigado por mais de dois anos e até agora nada – por acaso vc é mais um dos esquerdopatas sendo pago para infestar os fóruns da Oeste agora?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.