Governador de Alagoas cria secretaria e nomeia familiares

Filha, tia, prima e genro de Paulo Dantas estão na lista dos contemplados

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
Dantas, ao centro, é aliado de Lula e da família Calheiros | Foto: Repridução/ALAL
Dantas, ao centro, é aliado de Lula e da família Calheiros | Foto: Repridução/ALAL

O governador de Alagoas, Paulo Dantas (MDB-AL), nomeou ao menos três familiares para cargos no primeiro escalão do governo do Estado. Um dia antes da posse, o chefe do Executivo estadual criou a Secretaria Extraordinária da Primeira Infância e colocou Paula Dantas, sua filha, para chefiar a pasta.

Dantas ainda reconduziu Samya Suruagy, sua tia, ao comando da Procuradoria-Geral do Estado de Alagoas (PGE) e nomeou sua prima e deputada estadual eleita, Carla Dantas (MDB), como secretária de Agricultura e Pecuária de Alagoas. O governador também indicou seu genro, o médico Antônio Luciano Lucena Filho, para o cargo de diretor-geral do Hospital da Mulher Drª Nise da Silveira, em Maceió. Antônio é casado com Paula Dantas.

Os salários de Paula e Carla serão de R$ 23 mil brutos, o que dá R$ 16,9 mil líquidos por mês.

-Publicidade-

No mapa da fome

Alagoas é campeão nacional da fome. A proporção de alagoanos famintos é duas vezes a média nacional (15,5%), de acordo com dados do 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, que divulgou informações sobre segurança alimentar por Estado em setembro de 2022.

Samya, que é procuradora concursada e tem salário de R$ 32 mil, terá direito a acréscimos de R$ 13,8 mil a R$ 16,4 mil por mês. Além disso, a partir de junho, receberá R$ 2 mil em benefícios. Somados, esses valores chegam a uma média de R$ 47 mil de remuneração bruta.

Afastado por esquema de corrupção

Dantas, aliado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e amigo próximo do senador Renan Calheiros (MDB-AL), chegou a ser afastado do cargo em 11 de outubro de 2022, depois que investigações da Polícia Federal mostraram a participação do governador em um esquema de corrupção.

A investigação constatou desvios de recursos na Assembleia Legislativa de Alagoas, quando o atual governador era deputado. As diligências mostraram que, desde 2019, foram feitos saques de R$ 54 milhões em nome de funcionários fantasmas. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes reconduziu o então parlamentar ao posto 13 dias depois. Na decisão, Gilmar afirmou que medidas cautelares contra candidatos não podem ser tomadas em um período de 15 dias antes das eleições e até 48 horas depois do pleito.

Lula, quando era apenas candidato à Presidência da República, defendeu Dantas durante um ato político em Alagoas. O petista chamou de “precipitado” o afastamento do governador e comparou o caso à sua condenação no âmbito da Operação Lava Jato. “Sei o que você está passando”, disse Lula, referindo-se a Dantas. “Não sou advogado, não vou me meter. Mas vou dizer para você, na minha opinião, todo mundo é inocente até que se prove o contrário. Essa condenação precipitada sua me cheira à minha condenação.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. O coronealismo do Nordeste mandando ver como sempre fizeram. Hoje em dia entendo porque tem tantos micro Estados no Nordeste e digo mais, se pudessem dividiam cada Estado em 5 novos ou mais, deste modo são mais governadores, acessores, deputados e senadores. O Brasil não tem solução gente, não enquanto existirem os políticos atuais e suas castas. Infelizmente isto aqui é caso perdido. Tivemos a chance de moralizar….mas os comentários do Bolsonaro sempre foram “muito”mais importantes que o passado e modos operandi do Lula e do petismo. Só aqui mesmo…

  2. Ao menos 4 dos 120.000.000 (120 milhões) de famintos que marina da sirva disse em Davos que o Brasil tem irão embolsar uma grana enorme.
    Vá lá e faz L³ triplo carpado

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.