Governo de SP recua e afirma que deputados não invadiram UTI de hospital

Em primeiro comunicado, gestão Doria afirmou que deputados "tentaram acessar à força" área restrita para pacientes com covid-19
-Publicidade-
Câmera de segurança mostra presença de deputados em hospital | Foto: Reprodução/Secretaria da Saúde de SP
Câmera de segurança mostra presença de deputados em hospital | Foto: Reprodução/Secretaria da Saúde de SP

Depois de afirmar que os deputados estaduais Arthur do Val (Patriota) e Ricardo Mellão (Novo), além do deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP), invadiram o Hospital Geral de Guarulhos, na Grande São Paulo, na tarde de sexta-feira, 16, tentando acessar uma área restrita ao atendimento aos pacientes de covid-19, o governo de São Paulo mudou sua versão, negou a invasão e classificou o episódio como “mal-entendido”.

“Após análise das imagens do mal-entendido, notou-se que não houve tentativa de acesso ao espaço da UTI do Hospital. A Secretaria reforça ainda que a visita de parlamentares em meio a uma pandemia não é recomendável”, diz trecho do comunicado publicado neste sábado no perfil oficial da Secretaria Estadual de Saúde no Twitter. Antes, a Pasta chegou a publicar vídeos de câmeras de segurança que registraram o episódio.

Leia mais: “SP reabre shoppings neste domingo; veja como fica ‘fase de transição’”

-Publicidade-

A mensagem representa uma mudança de posicionamento depois que o órgão havia lamentado o ocorrido e informado que a “conduta dos parlamentares destoa do que é esperado de autoridades públicas, que deveriam ser exemplo e zelar pela segurança da população, principalmente em tempos de crise sanitária global”.

Ainda de acordo com o primeiro comunicado, o órgão afirmou que “eles tentaram acessar à força a área restrita de atendimento aos casos graves de Covid-19 promovendo aglomeração e risco à equipe e aos pacientes da ala. Nesta sexta-feira, o Hospital Geral de Guarulhos estava com 60 pacientes internados com quadros graves da covid-19, sendo 27 em enfermaria e 33 em UTI.

Arthur do Val, Ricardo Mellão e Kim Kataguiri se pronunciam

Após o recuo da secretaria, o deputado Arthur do Val, conhecido como Mamãe Falei, escreveu “Obrigado pela honestidade” após a publicação da secretaria. Logo após a visita, o deputado havia publicado um vídeo nas redes sociais no qual afirmava que o grupo fez “uma fiscalização com o máximo de respeito e que em nenhum momento usou de grosseria ou de violência”. Segundo do Val, a escolha pelo Hospital Geral de Guarulhos acontece por ser uma unidade para a qual ele enviou emendas.

“Entendo que visitas-surpresa geram desconforto, peço desculpas pelo mal-entendido, faço um elogio ao trabalho dos profissionais do hospital e lamento a forma como o episódio foi tratado pela Secretaria da Saúde”, afirmou, em nota, o deputado Ricardo Mellão.

Kim Kataguiri, também por meio do Twitter, disse ser “bizarro que, no meio de uma pandemia, a pasta dedique seu tempo para espalhar mentiras na internet”.

Com informações do Estadão Conteúdo

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Afinal esses deputados canalhas foram fazer fiscalização? Esses canalhas da esquerda estão realizando fiscalização pra encontrar alguma coisa errada pra culpar o presidente Jair Messias Bolsonaro..

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.