Governo precisará repactuar relação com o Congresso, diz Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta quarta-feira, 1º, que, após a pandemia de coronavírus, o governo vai precisar repactuar a relação com o Congresso Nacional. Durante uma teleconferência Bradesco BBI, ele afirmou que nas ações de curto prazo não haverá dificuldades de o governo aprovar projetos que tenham como foco a covid-19, principalmente porque as propostas serão analisadas pelos deputados e senadores.
-Publicidade-
Michel Jesus/ Câmara dos Deputados
Michel Jesus/ Câmara dos Deputados

Ele disse, no entanto, que o governo não terá dificuldades em aprovar medidas contra o coronavírus

Michel Jesus/ Câmara dos Deputados
-Publicidade-

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta quarta-feira, 1º, que, após a pandemia de coronavírus, o governo vai precisar repactuar a relação com o Congresso Nacional.

Durante uma teleconferência Bradesco BBI, ele afirmou que nas ações de curto prazo não haverá dificuldades de o governo aprovar projetos que tenham como foco a covid-19, principalmente porque as propostas serão analisadas pelos deputados e senadores.

Maia ressaltou, no entanto, que em relação às medidas para o futuro, o governo do presidente Jair Bolsonaro terá dificuldade para formar maioria.

“A relação do Parlamento com o governo só não caminhou para um afastamento definitivo por causa da crise (do coronavírus). A crise é uma oportunidade para se reconstruir a relação com o governo e sair dessa agenda de movimentos que querem fechar o Parlamento, o Supremo, que a gente vê nas redes sociais que apoiam o governo. É preciso um freio de arrumação por parte de todos”, disse Rodrigo Maia.

O presidente da Câmara afirmou que o Legislativo apoia as medidas de enfrentamento à covid-19 e que todos os partidos querem ajudar na soluções.

“O Parlamento comandou as agendas mais importantes no ano passado e o que recebemos foram ataques agressivos no entorno do presidente nas redes sociais”, afirmou.

Maia defendeu que o momento de crise é uma oportunidade para reconstruir a relação do Executivo com os demais poderes.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. O que seria esse pacto?
    Paga que a gente faz?
    “O Parlamento comandou as agendas mais importantes no ano passado”
    Não fez mais que obrigação,estão lá para isso!

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site