Governo usará imóveis da União vagos como hospitais de campanha

Segundo secretário especial de desestatização, Salim Mattar, 45 prédios do governo federal estão aptos a serem utilizados de forma emergencial
-Publicidade-

Segundo secretário especial de desestatização, Salim Mattar, 45 prédios do governo federal estão aptos a serem utilizados de forma emergencial

O governo federal pretende utilizar imóveis da União que estão vagos como hospital de campanha, para auxiliar os estados a tratar casos confirmados da covid-19. A informação é do secretário especial de desestatização, Salim Mattar.

Segundo ele, essa é uma determinação do presidente Jair Bolsonaro. Um levantamento inicial identificou 45 imóveis do governo federal que poder ser usados com essa finalidade. Em São Paulo, epicentro da endemia de coronavírus no Brasil, foram catalogados prédios e galpões do governo federal em 15 cidades.

-Publicidade-

No Paraná, deverão ser utilizados galpões do extinto Instituto Brasileiro do Café, que hoje estão em desuso. Também foram mapeados imóveis em Manaus, Boa Vista e Belém. A crise do coronavírus obrigou o governo federal a suspender, momentaneamente, o programa de venda de ativos do governo federal que estava sendo tocado por Salim.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.