Guedes afirma que, em 2020, Brasil teve a redução mais importante da pobreza nos últimos 40 anos

Ministro disse ainda que o pagamento do auxílio emergencial acabou alimentando a aceleração da inflação
-Publicidade-
Ministro da Economia, Paulo Guedes | Foto: Edu Andrade/Ascom/ME
Ministro da Economia, Paulo Guedes | Foto: Edu Andrade/Ascom/ME

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quarta-feira, 13, que o auxílio emergencial proporcionou a maior redução da pobreza já vista nos últimos 40 anos.

Por causa da pandemia, o governo desembolsou cerca de R$ 300 bilhões em 2020 para pagar uma ajuda mensal a vulneráveis. O benefício foi retomado em abril deste ano, num formato mais enxuto e com valores menores.

Leia mais: “‘Perdi 4 a 5 vezes o que tenho na offshore‘, diz Guedes sobre período em que está no governo”

-Publicidade-

“O Brasil gastou duas vezes mais que a média dos países emergentes em assistência social. Foi o maior impacto na pobreza que já tivemos”, afirmou Guedes durante evento do Atlantic Council, em Washington, Estados Unidos.

Para o ministro, transferências diretas de renda são solução para a pobreza e a desigualdade. “Claro que temos de investir em educação e saúde. Quanto mais cedo investimos nas pessoas, mais chances de igualdade”, afirmou.

Guedes disse ainda que o pagamento do auxílio acabou alimentando a aceleração da inflação, principalmente em itens alimentícios e de habitação. Mas ele ressaltou que o Brasil aprovou a autonomia do Banco Central e também que o fenômeno inflacionário tem sido observado em todo o mundo.

Com informações do Estadão Conteúdo

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. Velloso e Gomes, dois especialistas de coisa nenhuma, ainda bem que so aparecem aqui, se tivessem alguma influência na economia, estaríamos fud…..
    ..

    ..

    1. É mesmo, palpiteiro? Você até hoje só fez críticas aos comentários dos outros e jamais teceu alguma opinião própria. Vamos lá, diga alguma coisa que preste, otário!

  2. Creio que guedes está longe de ser neoliberal com esse discurso, uma inversão total, os liberais com essas falas não o reconhecem mais, parece um ministro do pt falando, abandonou completamente suas ideias depois de assumir, vejam só o que ele virou, um Sinistro da economia, trágico e cómico kkkkkk

  3. Estou para ver se essa afirmação do Posto Ipiranga é de caráter apenas político ou econômico. Só pode ser de caráter político. Desde quando essa esmola incentivadora do ócio de quem já não quer trabalhar por convicção vá resolver o problema da pobreza. O sujeito quando entra para a política acaba ficando meio que imbecilizado.

  4. Pagamento de Auxílio emergencial, aumento do bolsa família, assistência social, quem diria, nada como o tempo, ouvir guedes falando essas coisas de outrora, que era assistencialismo, coisa do pt e de comunista kkkkkkk

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.