Covid-19: Deputado quer proibir vacinação obrigatória

Heitor Freire (PSL-CE) apresentou proposta à Câmara dos Deputados
-Publicidade-
O deputado federal Heitor Freire, do MDB do Ceará | Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados
O deputado federal Heitor Freire, do MDB do Ceará | Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados | deputado federal heitor freire - psl-ce - contra obrigatoriedade de vacinas da covid-19

Heitor Freire (PSL-CE) apresentou proposta à Câmara dos Deputados

deputado federal heitor freire - psl-ce - contra obrigatoriedade de vacinas da covid-19
O deputado federal Heitor Freire, do PSL do Ceará | Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados
-Publicidade-

O deputado federal Heitor Freire (PSL-CE) é autor de projeto de lei (PL) que proíbe a obrigatoriedade de vacinação contra a covid-19 no Brasil. Em proposta encaminhada à Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, ele visa a alterações na Lei Nacional da Quarentena, em vigor no país desde fevereiro deste ano.

Leia mais: “Pfizer: governo estuda obter 70 milhões de doses da vacina”

Freire defende mudanças em trecho da lei a respeito da possibilidade de medidas compulsórias serem implementadas por autoridades em ações de combate à disseminação do novo coronavírus. Além da vacina em si, o parlamentar busca apoio para excluir do texto a obrigatoriedade de realização de exames e de respeito a determinações de isolamento social.

O congressista do PSL argumenta a necessidade de, no caso da aplicação do imunizante contra a covid-19, o Estado respeitar decisões individuais. “Não se trata de se opor à vacinação ou a qualquer averiguação médica, mas de preservar o direito daquele que, seja por qual for o motivo, não deseja se submeter a esses procedimentos de forma voluntária”, afirma o deputado, conforme destaca a Agência Câmara.

“Preservar as liberdades individuais que estão acima da tirania do Estado”

Para ele, o governo obrigar alguém a tomar vacina não soa como atitude democrática. “O projeto pretende preservar as liberdades individuais que estão acima da tirania do Estado e estimular o voluntarismo e o direito do cidadão de fazer suas próprias escolhas”, afirma Freire.

Ação contra a covid-19

Na prática, o PL 5.411/20, de autoria de Heitor Freire, tem efeito somente sobre medidas relacionadas ao combate ao novo coronavírus no país. A proposta não a altera Lei de Vigilância Epidemiológica, que desde a década de 1970 dá autonomia ao Ministério da Saúde para determinar quais outras vacinas devem ser obrigatórias.

Mais: “Farmacêutica diz que ainda não é capaz de determinar eficácia da CoronaVac”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site