Invasão no TSE: Justiça manda quebrar sigilo de ‘hackers’

Pedido foi feito pela Polícia Federal
-Publicidade-
Foto: Christoph Scholz/ Flickr
Foto: Christoph Scholz/ Flickr

Pedido foi feito pela Polícia Federal

invasão no tse
PF e o TSE avaliam que a tentativa de ataques no primeiro turno foi responsável pela instabilidade nos serviços do e-Título | Foto: Christoph Scholz/ Flickr

A Justiça Eleitoral do Distrito Federal determinou nesta segunda-feira, 30, a quebra dos sigilos dos dados de e-mail dos três hackers brasileiros suspeitos de atacarem o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O pedido foi feito pela Polícia Federal (PF), de acordo com o portal G1. Um português também é investigado como participante do crime. Conforme noticiou Oeste, no sábado 28, agentes da PF e da polícia portuguesa prenderam, em Portugal, um hacker de 19 anos. A conexão entre ele e os brasileiros foi estabelecida a partir de postagens na internet e troca de mensagens obtidas pela Justiça. A PF e o TSE avaliam que a tentativa de ataques no primeiro turno foi responsável pela instabilidade nos serviços do e-Título, aplicativo utilizado para justificar a ausência na votação e que apresentou problemas na votação do dia 15. Além disso, milhares de informações de servidores públicos foram publicadas na web.

-Publicidade-
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.