Juiz que humilhou guarda afirma ter sido vítima de abuso de autoridade

Ao caminhar sem máscara na orla da praia, desembargador foi multado e chamou agente de 'analfabeto'
-Publicidade-
Desembargador, Eduardo Siqueira humilhou um guarda, em Santos, no litoral paulista | Foto: REPRODUÇÃO/INTERNET
Desembargador, Eduardo Siqueira humilhou um guarda, em Santos, no litoral paulista | Foto: REPRODUÇÃO/INTERNET | Desembargador, Eduardo Siqueira humilhou um guarda, em Santos, no litoral paulista | Foto: REPRODUÇÃO/INTERNET

Ao caminhar sem máscara na orla da praia, desembargador foi multado e chamou agente de ‘analfabeto’

juiz
Desembargador, Eduardo Siqueira humilhou um guarda, em Santos, no litoral paulista | Foto: REPRODUÇÃO/INTERNET

Depois de chamar um guarda municipal de analfabeto e rasgar a multa que recebeu por estar sem máscara, o desembargador Eduardo Siqueira acusou, em ofício enviado ao Conselho Nacional de Justiça por seu advogado, o agente de ter cometido “abuso de autoridade”.

-Publicidade-

Conforme a defesa de Siqueira, a Constituição estabelece que cabe às guardas municipais proteger os bens, serviços e instalações do município. O órgão, na visão do advogado, não tem função de segurança pública. Portanto, não pode exercer a preservação da ordem pública.

Leia também: CNJ abre queixa contra juiz que humilhou guarda

“Os guardas municipais da Guarda Civil Municipal de Santos envolvidos nos incidentes filmados com o cidadão Eduardo, e nas abordagens anteriores, a pretexto de exercerem suas funções, abusaram da autoridade que lhes atribui a Constituição Federal (…)”, afirma a defesa de Siqueira.

No sábado 18, o desembargador caminhava sem máscara na orla da praia, em Santos, no litoral paulista. A medida é obrigatória no Estado. Ao receber a orientação dos guardas municipais para que colocasse máscara, o desembargador chamou o agente de “analfabeto”. Ele pediu desculpas depois.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. O Brasil inteiro viu mulheres, crianças e adultos sendo algemados por estarem na praia ou no parque. Este guarda municipal deu-se mal, pois encontrou alguém que respondeu à altura. Existem hoje milhares de guardas municipais com a síndrome do porteiro

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.