Juízes de Alagoas dobram o próprio auxílio-alimentação: ‘Ganhamos pouco’

Valor do benefício vai passar de R$ 1.520,22 para R$ 3.044,44 ao mês
-Publicidade-
Klever Loureiro é presidente do TJ-AL
Klever Loureiro é presidente do TJ-AL | Foto: Caio Loureiro/ Assessoria TJ-AL

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL) publicou na última quarta-feira, 21, uma resolução em que dobra o auxílio-alimentação dos magistrados estaduais. Com a decisão, o valor passa de R$ 1.520,22 para R$ 3.044,44 ao mês. O valor do benefício é definido com base no salário de um juiz em início de carreira — atualmente, de R$ 30.404,42. A resolução determina que o auxílio deve ser o equivalente a 10% dos vencimentos. Antes, era de 5%.

Assinada pelo desembargador Klever Loureiro, presidente do TJ-AL, a resolução condiciona a implantação integral do auxílio à disponibilidade orçamentária do Estado e ao respeito às regras estabelecidas na Lei Complementar 173/2020, que proíbe aumento de despesa com pessoal durante a pandemia de coronavírus. “Para o cargo que nós exercemos, ganhamos pouco”, afirmou Loureiro, em entrevista ao portal UOL.

Mais benefícios

-Publicidade-

Uma vez aprovado, o auxílio-alimentação dos magistrados passará a ser do mesmo valor — R$ 3.044,44 — que outro benefício concedido aos juízes, referente a plano de saúde. Os juízes têm direito, ainda, a R$ 6.080,88 por “gratificação de acervo”. Esse benefício, aprovado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em 2020, é uma “compensação financeira” aos juízes pelo exercício cumulativo de atribuições.

Leia também: “A reforma tributária é um remendo”, entrevista com Ubiratan Jorge Iorio publicada na Edição 70 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

14 comentários Ver comentários

  1. Por isso que bato na tecla, reforma tributária antes da reforma administrativa envolvendo JUDICIÁRIO, LEGISLATIVO e executivo? O pior que a reforma tributária será tão fajuta e vão criticar o Ministro Paulo Guedes, que está fazendo um bom trabalho.

  2. temos tantas coisas a reivindicar nas ruas que dah preguiça…ninguém tira de minha cabeça q nosso maior desafio é esse judiciário maldito.

  3. A pobreza por trás da maravilhosa praia de Maceió é escancarada. Um estado comandado por coronéis corruptos e que vive da desigualdade e injustiça.
    Aí me vem um palhaço desse dizendo que ganha pouco de auxílio alimentação, em estado onde muitos estão passando fome. Um imbecil!

  4. Mais um Bambi saltitante do MALDITO E CORRUPTO JUDICIARIO, a mamar nas tetas o NOSSOS IMPOSTOS. POVO MAIOR PODER DA REPUBLICA TEM QUE TOMAR O ESTADO COM AJUDA DO EXERCITO, E DEPEJAR OS VAGABUNDOS, RESTIUINDO POR NOVOS E SOBRE VARA, SE PISAR NA BOLA VAI #GuilhotinaParaJudiciario.

  5. Mais uma vez vemos a BANDA PODRE do Judiciário do Brasil, surfar nos infinitos privilégios concedidos a estes… herança dos legisladores negociadores do passados… e que nenhum legislador negociador de hoje tem a coragem, capacidade de modificar… pois, surfam neste mesmo mar dos privilégios FINANCEIROS!

    1. É eu como médico aposentado do Estado do Rio de Janeiro, ganho 2680,00 líquido, sem qualquer reajuste,nem para repor inflação, ou parte dela desde 2010. Depois de 6 anos de graduação e atualmente mais três anos de pós graduação. O que vossas excelências tem a mais que um médico para tal disparidade? O poder de usar a caneta em causa própria, talvez.

      1. Pobre Alagoas, vive nas mãos de espertalhões, como esses “juízes”, coronéis e renans “calhordas”.
        Como esses “doutores” querem nosso respeito?

  6. Vossas excrescência deveriam ter vergonha na cara, numa republiqueta onde 80% da população ganha salário de mil e uns quebrados, vocês ganham salário de trinta mil, auxílio acervo de seis mil e tem a cara de pau de falar que ganham pouco, isso é um escárnio.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.