Juízes do TJ-SP estão na mira do CNJ por baixa produtividade

Foi determinada a apresentação de um plano de trabalho para redução de processos parados

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
Sede do CNJ, em Brasília | Foto: Afonso Marangoni/Revista Oeste
Sede do CNJ, em Brasília | Foto: Afonso Marangoni/Revista Oeste

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) intimou diversos magistrados do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) por baixa produtividade. A medida afeta cerca de 80 dos 360 desembargadores.

A corregedora do CNJ, ministra Maria Thereza de Assis Moura, determinou que seja apresentado um plano de trabalho para redução de processos parados. O conselho realizou inspeção no tribunal entre janeiro e março deste ano.

Leia mais: “Senado aprova MP da Eletrobras; veja a posição de senadores”

-Publicidade-

A meta é que todas as ações e recursos sejam julgados no prazo máximo de cem dias a partir da data de chegada do processo no gabinete. Segundo o conselho, há uma discrepância muito grande de tempo de julgamento entre magistrados do TJ-SP.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.